Cultura

Foto: Divulgação

Em tom mais intimista o escritor mexicano, Juan Pablo Villalobos, falou na tarde desta segunda-feira, 09, para cerca de 200 pessoas sobre a arte do humor na literatura espanhola. A palestra aconteceu dentro da programação de formação continuada da Flit – Feira Literária Internacional do Tocatins.

Villalobos destacou a importância da obra Dom Quixote de La Mancha, e falou sobre como o autorespanholMiguel de Cervantes, empregou os recursos do humor para construir a obra. “Dom Quixote não e louco, e sim o mais lucido de todos nós, ele fabrica suas aventuras porque não se rende a vulgaridade da realidade”, explicou.

O palestrante também falou sobre suas publicações entre elas a mais recente, ‘Festa no Colvil’. No livro o autor conta a história de uma criança que desejava tomar posse de todas as coisas que via pela frente. Decidiu então retratar os desejos de um filho de um dos maiores traficantes do México – garoto poderoso, capaz de qualquer coisa.

“É uma temática muito enriquecedora, trazer palestrantes de outros países amplia o leque de oportunidades para quem participa da Flit, disse a pedagoga, Simone Lima que participou do evento.

Ele ainda destacou a importância dedicada ao humor pela crítica literária. “Me parece que os críticos de literatura não gostam de livros de humor , ou acham que não são dignos de receber criticas positivas”, observou.

Sobre o autor

Juan Pablo Villalobosnasceu em Guadalajara, México, e atualmente mora no Brasil.Festa no covilé seu primeiro romance. Editado originalmente na Espanha, já foi traduzido na Alemanha, Reino Unido, Holanda e França, e tem lançamento previsto em mais sete países. (Ascom Seduc)