Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista nesta terça-feira 31, o deputado federal César Halum (PSD-TO) comentou sobre a importância do julgamento do mensalão, a partir da próxima quinta-feira, 2, no Supremo Tribunal Federal. Para Halum, o julgamento "marcará a história" do País. "Nós estamos diante de um importante momento da história brasileira, momento da construção da democracia, das instituições onde o passado e o presente vão se encontrar e se entrelaçar", disse o parlamentar.

O julgamento terá no banco dos réus 38 suspeitos de envolvimento no suposto esquema de compra de apoio político no início do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pessedista destacou que o julgamento deve ser feito com "isenção" e que o julgamento não é o maior da história do STF. Para Halum, o mensalão está no mesmo nível de importância que o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, em 1992.

César Halum disse esperar que o caso do mensalão seja tratado sem levar em conta a importância dos réus envolvidos. "Que se aplique a lei sem olhar quem está lá", afirmou o deputado.

Ainda segundo o deputado tocantinense, o clamor pela condenação, a pressão política pela absolvição e opinião publica, não irão interferir nas decisões do Supremo. "O STF é composto por magistrados experientes. Tenho por mim que não haverá qualquer tipo de influência de um lado e de outro. O tribunal deve julgar de acordo com as provas nos autos e não ao sabor de pressões indevidas, venham elas de onde vierem", concluiu.