Polí­tica

Foto: Divulgação
 

O conselho político da campanha de Ronaldo Dimas (PR) candidato a prefeito de Araguaina, se reuniu neste sábado, 4, no Olyntho Estância Hotel, para tratar da impunidade do seu candidato a vice-prefeito Elenil da Penha (PMDB).

A juíza da 1ª Zona Eleitoral, Julliane Freire Marques, acatou, na sexta-feira, 3, ação de impugnação do registro de candidatura de Elenil da Penha. A ação foi proposta pelo promotor Eleitoral do município, Sidney Fiori Junior, em virtude de Elenil da Penha figurar na lista de ficha suja do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pela desaprovação de suas contas enquanto presidente da Câmara de Vereadores do município.

Após iniciar a reunião, o candidato a prefeito Ronaldo Dimas passou a palavra para Elenil que usou o momento para explanar, detalhadamente, os motivos que o levaram à condição de inelegibilidade, questionando o fato de a juíza envolvida no processo aprovar as decisões do promotor da infância e juventude e se defendeu de todas as acusações constantes do processo.

Elenil disse ter consciência plena do processo e desistiu de sua candidatura de vice na chapa da coligação visando não atrapalhar a campanha da coligação “Juntos por Araguaina”.  “Não quero ser problema para este importante projeto que o nosso candidato Ronaldo Dimas tem para Araguaina” disse informando a sua decisão de renunciar.

Juvenal Klayber, coordenador jurídico da campanha, esclareceu aos presentes sobre o processo e ao questionar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, deixou claro que a impugnação de Elenil tem 50% de chances de ser derrubada.

 Ronaldo Dimas, embora admitisse que o processo possa trazer algum desgaste para a campanha, disse que não aceitava a renúncia de Elenil, explicando que iria esperar a decisão da justiça, que deve sair  dentro de 15 dias.

O deputado federal Cesar Hallum (PSD) e Vanderlan Gomes, que também participam do conselho, manifestaram apoio ao candidato Elenil e expressaram confiança na decisão da Justiça.

Estiveram presentes, ainda, o secretário Agimiro Costa, J. Patrocínio,  Hélder Peixoto,  Big Boy, Pedro Quaresma,  Helter Dantas,  Carlos Murad, o secretário Olyntho Neto, José Guimarães e Paulo Sidnei. (Com informações da Assessoria de Imprensa Ronaldo Dimas)