Campo

As atividades do 7º Seminário Estadual de Apicultura iniciam nessa quinta-feira, 9, a partir das 15 horas, no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas. No segundo dia do evento, as palestras e demais atividades acontecerão no auditório do Centro Universitário Integrado de Ciência, Cultura e Arte (Cuica), da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

O Seminário Estadual de Apicultura é uma realização do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro), em parceria com a Fundação Banco do Brasil. Junto ao seminário, acontecerá o 1º Seminário Estadual de Meliponicultura e 3º Encontro das Associações de Apicultores do Tocantins.

Mais de 200 apicultores do interior, que foram organizados em caravanas, participarão do seminário. Além disso, o evento deve atrair pesquisadores, estudantes, técnicos e interessados pela área de apicultura. A expectativa da organização é reunir cerca de 400 pessoas no primeiro dia do seminário de apicultura.

Programação

No primeiro dia do evento, os participantes poderão participar da palestra “A importância da meliponicultura para o desenvolvimento sustentável no Tocantins”, do técnico do Ruraltins, Wandro Cruz. Logo após, a abertura oficial, às 18h, parceiros da Câmara Setorial da Apicultura apresentarão “Políticas públicas para o desenvolvimento da apicultura e meliponicultura do Estado”.

No segundo dia de programação, pela manhã, haverá as palestras sobre “Técnicas de Manejo” (professor Francisco de Assis Balbino, do Instituto Federal do Tocantins) e “Boas Práticas da Colheita ao Processamento” (Professora Lídia Barreto, da Universidade de Taubaté). Durante a tarde, palestras sobre “Alimentação de Enxames” (do professor José Hugo, da UFT) e “Caso de Sucesso do Piau”, com o presidente da Casa Apis - Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, Antônio Dantas. (Ascom Seagro)