Polí­tica

Foto: Adilvan Nogueira
 

Logo após ser informado de que o prefeito Raul Filho (PT) mandou retirar da Câmara de Palmas o projeto de sua autoria que permitia venda de mais de 70 áreas públicas de Palmas, o candidato da coligação “É a vez do Povo”, Marcelo Lelis (PV), comemorou a decisão. “Foi uma vitória da sociedade palmense”, ressaltou Lelis.

A retirada do projeto ocorreu após uma imensa repercussão negativa da proposta junto aos meios de comunicação e a vários setores da sociedade. Na sexta-feira, Marcelo Lelis já tinha lançado um apelo a todos os demais seis candidatos a prefeito da Capital para que firmassem um compromisso com Palmas e se posicionassem contra a proposta.

Com o projeto, a prefeitura iria se desfazer de mais 70 terrenos públicos, nos quais poderiam ser instalados equipamentos como escolas, praças, postos de saúde entre outros em troca de dinheiro. Nesses locais, os compradores poderiam instalar empreendimentos privados.

Conforme o Orçamento Municipal que está em execução, a meta da prefeitura era obter R$ 15 milhões com a iniciativa, maior arrecadação da história de Palmas em alienações de bens.

Marcelo Lelis voltou a lembrar que o prefeito Raul Filho passou os últimos anos reclamando que, em Palmas, quase todos os terrenos públicos existente estão na mão do Estado. Por isso, na opinião do candidato do PV é “inadmissível que no último ano da sua gestão ele queira abrir mão de mais de 70 áreas”.

Por fim, Lelis destacou que o momento não era adequado para debater o tema, afinal a classe política está em plena campanha eleitoral. (Assessoria de Imprensa)

Por: Redação

Tags: Câmara de Palmas, Marcelo Lelis, Raul Filho