Saúde

Foto: Marcos Vinicius

Todas as  crianças menores de cinco anos devem comparecer neste sábado, 18 de agosto, a uma das 35 Unidades de Saúde da Família (USF) da capital Palmas para atualizar a caderneta de vacinas. O dia D de atualização vacinal das crianças menores de cinco anos em Palmas envolverá todas as 35 Unidades de Saúde da capital para atender das 8 às 17 horas e preencher o cartão de vacinas das crianças que ainda não completaram o calendário básico de vacinas.

No sábado, além das vacinas do calendário vacinal básico, como febre amarela, rotavírus, DTP (difteria, tétano e coqueluche), tríplice viral e outras, já estarão disponíveis nas Unidades as novas vacinas lançadas pelo Ministério da Saúde (MS): a pentavalente e a nova polio inativada injetável.

"É importante a avaliação do cartão de vacinação de cada crianças, pois as novas vacinas serão aplicadas apenas nas crianças em que for necessária", completou a coordenadora municipal de imunização, Juliana Araújo. Segundo a coordendora,  o objetivo da campanha é reduzir a taxa de abandono do esquema vacinal básico e, consequentemente, ampliar a faixa de acesso à imunização, que é gratuita e está disponível em toda a rede do SUS.

"A atualização do cartão de vacinas também é necessária para ampliar a cobertura vacinal de crianças de até 4 anos 11 meses e 29 dias e deve diminuir o número de crianças sem imunização contra doenças imunopreveníveis", completou Juliana. "Estamos mobilizando mais de 700 profissionais de saúde para atender no sábado toda cidade. Por isso, é muito importante que pais e responsáveis levem as crianças dessa faixa etária à Unidade de Saúde, sem esquecer do cartão de vacinas", explicou o secretário da Saúde de Palmas, Samuel Bonilha.

Novas vacinas

Polio Inativada: É a forma injetável da vacina poliomielite, que deve ser aplicada em duas doses nas crianças com dois e quatro meses de vida. A forma oral da vacina (a gotinha) continuará a ser oferecida como reforço para crianças com seis e quinze meses meses.

Pentavalente: Também injetável, a vacina pentavalente  reúne a proteção de duas outras vacinas: a tetravalente (contra difteria, tétano, coqueluche e meningite) e a vacina contra a hepatite B, sendo aplicada aos dois,  quatro e  seis meses de vida. Além da pentavalente, a esquema de imunização  deve incluir dois reforços com a DTP aos 12 meses e aos quatro anos. Já os recém-nascidos devem continuar recebendo a primeira dose da vacina hepatite B nas primeiras 24 horas de vida.  A vacina hepatite B continuará disponível nas USF para completar o esquema de crianças que receberam a tetravalente anteriormente.