Estado

Foto: Divulgação

Durante a solenidade de abertura da 3ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência na noite desta última segunda-feira, 27, no auditório da Unitins, cerca de 200 pessoas presenciaram a adesão do Tocantins ao Plano Viver sem Limite, que visa o investimento de até R$ 7,6 bilhões em educação, saúde, inclusão social e acessibilidade para pessoas com deficiência até 2014.

Diversas autoridades se fizeram presentes e assistiram a execução do Hino Nacional Brasileiro por meio de linguagem dos sinais pelo coral “Mãos que cantam e encantam”.

Compuseram a mesa solene o representante da sociedade civil, Jeferson Cardoso Coutinho; a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Joana Margarida; o presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Moisés Bauer Luiz; o secretário Adjunto de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência/Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, Roberto John Gonçalves da Silva, e o secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, Nilomar dos Santos Farias, representando o governador Siqueira Campos.

Nilomar Farias demonstrou seu desejo em trabalhar na efetivação de políticas públicas que assegurem às pessoas com deficiência seus direitos. “Precisamos tornar realidade aqui no Tocantins o Plano Viver sem Limite, para proporcionarmos um tratamento mais igualitário a todos os tocantinenses, onde a liberdade se faça presente não somente no agir, mas também no pensamento e sonhos”, ponderou o secretário.

Após parabenizar o Estado pela adesão ao Plano Viver sem Limite, Roberto Silva ressaltou que os municípios também precisam aderir e acrescentou dizendo que “o programa encerra oficialmente em 2014, mas as políticas serão perenes, continuarão”.

Para Moisés Luiz, a realização da conferência motivou algumas ações e articulações do Governo do Estado bastante importantes, como a efetivação da atuação do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. “É um reflexo muito positivo, temos muito o que caminhar para estimular um bom trabalho por parte do conselho”, finalizou.

A conferência continua no auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, a partir das 8h desta terça-feira, 28, com encerramento previsto para as 18h. Os eixos discutidos serão: educação, acessibilidade, saúde e segurança.