Campo

Foto: Divulgação

Com o intuito de fortalecer a silvicultura no Tocantins, propiciando às propriedades rurais uma renda previsível e melhoria da qualidade de vida do homem do campo, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro) lança o II Polo de Produção de Seringueira. O lançamento, que será nesta quinta-feira, 6, na Fazenda Serra Dourada, em Palmeirópolis, com a presença do governador Siqueira Campos que fará a primeira sangria de seringueira da fazenda. 

O evento contará com a participação de aproximadamente 300 pessoas, das quais 130 são pequenos produtores de caravanas de Pium, Fátima, Natividade e Jaú do Tocantins. As caravanas foram organizadas pela Seagro, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), para garantir a participação de pequenos produtores que podem trabalhar com florestas plantadas em suas propriedades.  

O governador Siqueira Campos participará do evento, durante a manhã, onde realizará uma visita ao seringal da fazenda, a partir das 10 horas. Durante a tarde, haverá quatro estações (palestra) sobre o cultivo da seringueira, com os seguintes títulos: “Como produzir mudas de Seringueira”, “Implantação e manejo de seringal”, “Mercado e comercialização do Látex” e “Linhas de crédito para Seringueira”.

De acordo com o diretor de Agroenergia da Seagro, Luiz Eduardo Leal, o lançamento do II Polo de Produção de Seringueira, com a presença do governador, é importante para fomentar o crescimento do plantio de florestas plantadas no Estado. “É intuito desse Governo diversificar a produção no campo e buscar alternativas viáveis para os pequenos produtores e por isso estamos trabalhando pelo crescimento da silvicultura no Estado, desde o início de 2011”, afirmou o diretor.

Seringueira

O plantio de seringueira, tendo em vista a extração do látex, é considerado uma das alternativas mais viáveis para os pequenos produtores do Tocantins. Por isso, o Governo investiu na realização de um mapeamento sobre a viabilidade da seringueira em todo Estado e na capacitação de 60 técnicos, que vão atuar em todas as regiões. Atualmente, o Tocantins possui uma área de 1840 hectares de seringueiras plantadas. Contudo, o intuito é ampliar essa área para 10 mil hectares até 2017. (Ascom Seagro)