Estado

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Bancários do Estado do Tocantins - SINTEC/TO vai promover nessa segunda-feira, 17, assembleia geral extraordinária para definir se entrará em greve na próxima terça-feira 18. Em todo País, nesta última quarta-feira, 12, varias entidades sindicais já optaram pela paralisação. Toda essa situação foi gerada segundo o Sindicato, pela “intolerância” da Federação Nacional dos Bancos – FENABAN, que propôs 6% de reajuste salarial, o que corresponde apenas, 0,58% acima da inflação.  

Durante as últimas semanas o sindicato promoveu várias manifestações de indicativo de greve, orientando os bancários e a população sobre os rumos das negociações da Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação - CEBNN/CONTEC com a Fenaban, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco da Amazônia. Devido aos insucessos das conversações, CEBNN/CONTEC decidiu estipular uma data limite de negociações, como não houve avanços, os bancos devem fechar a partir desta terça-feira.

Para o presidente do sindicato, Célio Mascarenhas Alencar, os prazos foram respeitados, mas paciência tem limite. “Os banqueiros estão nos enrolando, já deixaram de participar de várias rodadas de negociações e estão achando que iremos nos pautar pela intransigência”, afirmou Mascarenhas. O presidente ressaltou ainda, que é consciente dos problemas gerados pela greve, mas a causa é justa e o trabalhador deve ser respeitado. “Nossa assembleia será na data limite, pois não descartamos a possibilidade da Fenaban calcular os prejuízos de um movimento desse”, informou.

Programação

A assembleia será realizada com toda a classe, filiados ou não, a partir das 18 horas, na sede do Sintec na quadra 104 Norte em Palmas.