Polí­tica

Foto: Divulgação

Com representantes de 42 sindicatos e associações de produtores rurais do entorno de Palmas, o candidato a prefeito da capital, Carlos Amastha (PP) reafirmou seu compromisso em incentivar os pequenos produtores para que o cinturão verde saia do papel e se torne realidade. O encontro foi realizado nesta quinta-feira, 27, contou com a presença do deputado estadual Wanderlei Barbosa (PEN) e reuniu as entidades ligadas à Centralpar - Central das Associações de Produtores Rurais de Palmas e Região.

Na ocasião, as entidades apresentaram a Amastha uma carta com os principais pontos de interesse dos pequenos produtores, entre elas a construção de centros comunitários, projetos específicos de moradia rural, construção de abatedouro de aves e de animais de pequeno porte entre outros.

“Tenho visitado diversos assentamentos e produtores rurais e reafirmo que temos condições de diminuir drasticamente a importação de frutas e verduras de outros estado, para que o produto do pequeno agricultor ganhe espaço nas prateleiras e nas mesas das famílias palmenses”, pontuou Amastha.

Na oportunidade, Amastha ressaltou que sua equipe na gestão municipal será técnica e que as entidades da área auxiliarão na escolha do secretário da pasta e ainda destacou que sua atenção também estará voltada para a juventude que reside no campo. “Precisamos de políticas públicas, com educação de qualidade e oportunidade para que esse jovem se desenvolva e cresça profissionalmente também”.

Filho de Taquaruçu e conhecedor da realidade dos moradores da zona rural, o deputado estadual Wanderlei Barbosa (PEN) ressaltou a importância de investimentos em maquinário. “Um dos maiores anseios dos produtores é a patrulha mecanizada e manutenção das estradas vicinais, que muitas vezes ficam em condições precárias por falta de conservação”.

O encontro contou com a ilustre visita do vereador constituinte de Palmas, Hudson Terêncio, que atualmente preside a Associação dos Pequenos Agricultores do Vale do Taquaruçu e Mutum. “Essa é a primeira vez que ouço um candidato apresentar em suas propostas exatamente o que o homem do campo precisa. Por isso que nós estamos com o Amastha por que acreditamos muito nele”, pontuou. (Assessoria de Imprensa)