Estado

Foto: Aldemar Ribeiro

O Governador Siqueira Campos entregou, na manhã desta sexta-feira, 28, os 26 km de pavimentação asfáltica da TO-181 – Amador Aguiar, entre Formoso do Araguaia e a Escola-Fazenda Fundação Bradesco Canuanã. “Esta é uma boa forma de comemorar os 24 anos do Tocantins, entregando uma obra que vai facilitar a vida da comunidade tocantinense”, disse.

Um investimento de R$ 17.677.546,68, recursos do Tesouro Estadual e do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Para o Governador Siqueira Campos esta é mais uma graça de Deus. “Estou muito satisfeito com a equipe que tenho, que em meio a dificuldades não diminuiu sua capacidade realizadora nem o desempenho, tanto que daí até o final do ano estaremos inaugurando mais de 100 obras e já abrimos várias estradas, rodovias e pontes sem inauguração oficial porque a verdadeira inauguração é a comunidade utilizar as obras que o Governo realiza”, afirmou, acrescentando que ter a confiança da opinião pública é sua maior riqueza.

Ainda segundo Siqueira Campos “esta inauguração é uma forma de seguir aquela orientação da criação e implantação do Estado e de governar em busca de atingir todos os sonhos da nossa população. “Pouca gente se lembra da lamparina e da vela, porque temos energia nos quatro cantos do Estado com mais de 70 mil quilômetros de linhas de transmissão de eletrificação rural e urbana que promovi com o apoio de instituições financeiras, além dos quase sete mil km de estradas pavimentadas que mudaram a feição do Tocantins e vamos agora nos dedicar fortemente à educação, saúde e segurança pública”, destacou.

Funcionário da Escola há nove anos, o cozinheiro Alan Kardec dos Reis comemora a inauguração da obra. “Para nós é uma satisfação muito grande por que foi a melhor coisa já feita para nós que gastávamos até duas horas para chegar até a escola e agora em menos de meia hora estamos no trabalho”.

Segundo diretor da escola, Ricardo Rehder, o impacto da obra é imediato “porque só a possibilidade dos pais virem com mais facilidade à escola, de maneira mais confortável e segura, nos possibilita fazer um trabalho melhor com os estudantes. Além disso reduziremos os custos com gastos na manutenção dos carros e fica mais fácil a vinda de nossos fornecedores”, destacou, acrescentando que a escola conta atualmente com 900 alunos do segundo 2° do Ensino Fundamental ao 3° ano do Ensino Médio e profissionalizante em Técnico Agropecuário, para atender a demanda de mão de obra da região.

O prefeito de Formoso do Araguaia, Pedro Rezende, disse estar diante da realização de um sonho de mais de 40 anos. “Esta estrada irá melhorar nossa logística no escoamento da produção e também vai fomentar o turismo local, pois ela fica a menos de 1 km da Ilha do Bananal”. As palavras do prefeito foram reforçadas pelo Governador. “Esta região é uma das mais belas e férteis do mundo e se é bela sem dúvida tem um potencial turístico grande a explorar, nesta que chamamos de pantanal tocantinense”, acrescentou Siqueira Campos.

Consórcios

Siqueira Campos ainda falou sobre os consórcios intermunicipais que estão se consolidando em seis regiões do Estado e deverão atender os serviços prioritários como de saúde, educação e segurança. “Ao invés de levarmos os médicos de porta em porta, vamos levar os hospitais a todas as cidades para que a população tenha acesso a tratamentos e fiquem em casa apenas se for orientação médica”, enfatizou, acrescentando que as parcerias com os municípios são para cuidar do povo e resolver as diversas questões da melhor forma possível, sem intuito político eleitoral.

Homenagem

O nome da rodovia é uma homenagem a Amador Aguiar, fundador do Bradesco que nasceu em 11 de fevereiro de 1904, em Ribeirão Preto (SP). Passou a infância em Monte Alto e Sertãozinho, onde fez seu curso primário. Seu primeiro emprego foi logo aos 14 anos, como tipógrafo numa gráfica, e sua trajetória dentro do sistema bancário começou em 1925, quando começou a trabalhar como contínuo (o equivalente hoje ao office-boy) no Banco Noroeste, em Birigui, SP.

Cerca de 18 anos mais tarde, Aguiar já havia passado, praticamente, por todos os cargos dentro da instituição. Em 1942, deixou o Noroeste e começou a trabalhar como diretor no Banco Bradesco, que então nascia. Ocupou os cargos de diretor-gerente e diretor-superintendente e, em 1963, chegou à presidência, permanecendo no cargo até 13 de fevereiro de 1984. Reassumiu de 10/03/1986 até 12/02/1990, quando recebeu o título honorífico de "Presidente Emérito da Organização Bradesco". Exerceu também a função de Secretário das Finanças do Município de São Paulo, em 1956. Amador Aguiar morreu aos 86 anos em São Paulo. (Com informações da Fundação Bradesco)