Esporte

Foto: Divulgação

O Flamengo venceu o São Paulo, neste domingo, no Engenhão, por 1 a 0, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol do confronto foi marcado por Gonzáles na etapa complementar. Com o resultado, o Rubro-negro deu passe importante para fugir do rebaixamento e ainda quebrou um jejum de cinco jogos sem vitórias na competição. Já o Tricolor teve sua arrancada pelo G-4 atrapalhada, após quatro triunfos consecutivos.

A partida entre Flamengo e São Paulo, neste domingo, no Engenhão, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, tinha caráter decisivo, apesar dos objetivos distintos das equipes na competição. O Rubro-negro precisa de uma vitória para se afastar da zona de rebaixamento. Já o Tricolor contava com um triunfo para voltar á capital paulista com a vaga na Libertadores ainda mais encaminhada.

Pressionado pela vitória do Palmeiras, no último sábado, o Flamengo quase abriu o placar com Renato Abreu em chute violento de fora da área, mas que foi bem defendido por Rogério Ceni. Bem na partida, o São Paulo não demorou a responder. E os visitantes quase aproveitaram um erro de Amaral ara sair na frente. O volante recuou bola para Renato Santos, mas o toque saiu forte e deixou Luis Fabiano na cara de Felipe. O goleiro fez grande intervenção em chute cruzado do atacante e evitou o gol. Tudo isso ocorreu antes dos 3min de jogo.

Após um início eletrizante, as equipes pareciam ter sentido o calor de 34 graus do Rio de Janeiro e diminuíram o ímpeto na busca do gol. Tanto que aos 23min, a arbitragem quebrou o protocolo e concedeu um tempo técnico de 1min para a reidratação dos atletas, comum apenas nos campeonatos estaduais. O descanso fez bem ao jogo. O Flamengo incomodou com Wellington Bruno, que passou como quis por Cortês, mas errou o passe, desperdiçando boa oportunidade. O São Paulo respondeu com Lucas em mais uma chance clara de gol. O camisa 7 recebeu dentro da área e, ao matar no preito, driblou Ramon, mas finalizou para fora com o pé esquerdo.

Aos 29min, Denílson recebeu passe dentro da área e quando se preparava para finalizar, foi derrubado por Wellington Silva, pênalti. Luis Fabiano ignorou o fato de ter perdido uma penalidade na última partida, contra o Atlético-GO, no Morumbi, e se candidatou à nova cobrança. Melhor para o Flamengo e para o goleiro Felipe, que adivinhou o canto e fez grande defesa. O Rubro-negro cresceu com o erro do adversário e chegou a assustar em duas oportunidades. No fim do primeiro tempo, o Tricolor ainda esboçou uma reação, mas não havia mais tempo.

Na volta do intervalo, o técnico Dorival Júnior trocou Airton por Ibson. Ney Franco, por sua vez, sacou Luis Fabiano para a entrada de Douglas. O atacante sentiu um desconforto na coxa e não teve condições de voltar a campo. As mexidas não surtiram efeito e o jogo piorou consideravelmente com relação à etapa inicial. Sem a referência no ataque, o Tricolor chamou o adversário para cima, mas não conseguia encaixar o contra-ataque e matar o jogo. O treinador paulista tentou resolver o problema ao sacar Jadson para a entrada de Willian José.

Já o Rubro-negro atacava na base do coração, o que aumentou ainda mais com as entradas de Adryan e Hernane, nas vagas de Wellington Bruno e Liedson. E em uma bola parada o Flamengo saiu na frente. Aos 26min, Adryan bateu falta na cabeça de González, que se antecipou à marcação da zaga do São Paulo e abriu o placar, 1 a 0. Os donos da casa se empolgaram com a vantagem e quase ampliaram com Vagner Love, que finalizou para fora.

Em desvantagem, o São Paulo mudou de postura e passou a atacar o Flamengo, o que poucas vezes fez na etapa complementar. Wellington sentiu câimbras e foi substituído por Cícero. O Tricolor partiu para o tudo ou nada e deixou espaços para o contra-ataque do Rubro-negro, que abusava de perder gols. O tempo passou e o resultado se manteve. Festa dos donos da casa, que dão passo importante na fuga do rebaixamento. (Fonte UOL)