Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

“A Influência do PH na adsorção (processo pelo qual moléculas ou íons de um fluido são atraídos ou retidos numa superfície sólida) de azul de metileno em babaçu in natura”, foi título de pesquisa tocantinense realizada pelo pesquisador da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Professor Mestre Paulo Vitor Brandão, que apresentou seu trabalho no 52º Congresso Brasileiro de Química, realizado nos dias 14 a 18 de outubro de 2012, no Centro de Eventos do Mar Hotel Recife, em Recife (PE).

Com auxílio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT, através do Edital nº 08-12 Programa de apoio à apresentação de trabalhos em eventos científicos, Paulo Vitor Brandão teve a oportunidade de divulgar sua pesquisa realizada no Tocantins, em um evento de nível Nacional, sendo amparado pela FAPT.

“A intenção do governador ao criar a FAPT, foi justamente para incentivar à pesquisa aplicada para o desenvolvimento econômico e social do Tocantins, visto que pesquisas como esta do Profº Mestre Paulo Vitor, são apresentadas em congressos Brasileiros, levando o nome do Tocantins”, expressou Andrea Stival, Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins.

Paulo Vitor Brandão afirma que o apoio da FAPT aos pesquisadores é de extrema importância, uma vez que, possibilita que pesquisas realizadas no Estado e com objetivo de desenvolver a região sejam apresentadas em âmbito nacional.  “No caso desse trabalho a pesquisa foi totalmente realizada na Universidade Federal do Tocantins - Campus Gurupi e com o intuito de agregar valor aos resíduos de Babaçu, planta comum no estado do Tocantins, na busca pela sustentabilidade ambiental. Desse modo a FAPT participa diretamente do desenvolvimento científico do Tocantins, uma vez que, o auxílio concedido, seja para a participação em congressos, como para a aquisição de materiais, serve de incentivo para que cada vez mais, pesquisas de qualidade sejam realizadas”, explicou Paulo.