Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

 O 9º Congresso Brasileiro de Sistemas acontece pela primeira vez no Tocantins e reúne pesquisadores renomados do Brasil e do mundo para discutir essa nova abordagem.  A abertura oficial do encontro, que faz parte da programação paralela da SNCT – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, reuniu na noite desta terça-feira, 22, no auditório do TCE – Tribunal de Contas do Estado, em Palmas, pesquisadores, estudiosos e parceiros do evento. 

Para o reitor da Unitins – Fundação Universidade do Tocantins, Joaber Macedo, a realização do Congresso Nacional no Estado é a oportunidade para pensar a compreensão dos sistemas envolvendo parceiros e instituições. “Através do pensar sistêmico desses doutores e mestres neste Congresso podemos buscar uma melhor solução dos problemas da nossa sociedade”, diz o reitor, que agradeceu o apoio e empenho dos parceiros na realização do evento.

O titular da Sedecti – Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Massuia, destacou que o Estado precisa aprender muito com os mestres e doutores que estão presentes neste evento. “Com essa oportunidade poderemos maximizar os nossos acertos e, com isso, contribuir de forma significativa com o desenvolvimento social e econômico do Tocantins, gerando resultados efetivos e eficientes para a sociedade como um todo”, destacou o gestor da Sedecti.

O encontro é promovido pela Unitins através do Nudam – Núcleo de Desenvolvimento e Avaliação do Desempenho Ambiental.  Durante o Congresso, que segue até o dia 24, serão realizadas sessões temáticas com apresentação de trabalhos, painéis, café interativo, conversas sistêmicas, além das conferências.

A palestra de abertura foi “Aprendendo a agir sistemicamente”, com o professor Raul Espejo, que falou sobre a fragmentação institucional que é comum na criação, regulamentação e implementação de políticas sociais e de negócios.

Os interessados em participar do Congresso podem se inscrever no local do evento e os valores variam conforme a categoria: estudantes (R$ 60) ou profissionais (R$ 120). (Ascom Sedecti)