Esporte

Foto: Manoel Lima

Com partidas pela manhã e pela tarde deste último final de semana, os Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) definiram as equipes de Futsal, Handebol e Voleibol que representarão o Estado em Cuiabá, Mato Grosso, entre os dias 25 de novembro e oito de dezembro, período em que ocorrem as Olimpíadas Escolares na categoria 15 a 17 anos. O único enfrentamento final que ocorreu ainda no sábado, 27, foi o da modalidade Handebol, que teve como campeão masculino e feminino o Centro de Ensino Médio (CEM) Militar, de Palmas. Os demais confrontos ocorreram neste domingo, 28. 

O vencedor masculino do Futsal veio do confronto entre os CEMs Cabo Aparício, de Ananás, e Taquaralto, de Palmas, que venceu a partida pelo placar de 8 a 5, em um jogo praticamente perdido pelos alunos-atletas palmenses, conforme explicou Rogério de Oliveira Costa, fixo da equipe campeã. “O jogo estava muito difícil para a gente, que até o final do segundo tempo, ainda perdia por 5 a 3. Nos últimos sete minutos de partida nós acordamos de vez, meio que no susto, e viramos o placar. Nosso mérito foi não ter baixado a cabeça e ter acreditado até o fim que a vitória podia ser nossa. Foi um título na base da superação, e nas Olimpíadas vamos ter que superar muito mais coisa, tenho certeza disto”, disse o camisa oito de 16 anos, que destacou, ainda, que esta será a segunda Olimpíada Escolar do currículo dele. 

Já no feminino do Futsal, a disputa final foi entre o Colégio Estadual Ribas Júnior, de Axixá, e o CEM Gurupi, que perdeu a partida pelo apertado placar de 2 a 1. Para a armadora e capitã da equipe vencedora, Rafaela Silva de Sá, de 16 anos, a entrega das companheiras foi o diferencial para que obtivessem a vitória. “A gente não parou de correr em nenhum momento, esquecendo o cansaço, e agora estamos felizes pelo ouro, até porque no ano passado a gente ficou no quase, sendo vice-campeãs dos Jets. Vamos procurar mostrar a mesma raça nas Olimpíadas, nos esforçando muito para representar bem o Tocantins por lá”, disse a aluna-atleta. 

Voleibol

Na presença do secretário estadual da Educação, Danilo de Melo Souza, e com a moral de ter no retrospecto desta edição dos Jets o fato de não ter perdido um set sequer, a equipe feminina de Voleibol do Colégio Dom Bosco acredita que pode fazer bonito também nas Olimpíadas Escolares, ao menos é o que falou a capitã Marjory Carvalho Mourão, de 15 anos. “Nós sabemos que o nível por lá [nas Olimpíadas] é outro, mais forte, mas o nosso time está pareado com os que vamos encontrar. A maioria de nós já foi em outras Olimpíadas, até conseguimos um bronze no ano passado, por isto nossa expectativa é positiva e achamos que podemos sair de lá com uma medalha”, falou a saída-de-rede da equipe campeã, que venceu na final, por 3 sets a 0 o time do Colégio Estadual Abner Araújo Pacini, de Almas.

A partida final do Voleibol masculino ocorreu entre os Colégios Estaduais Guilherme Dourado, de Araguaina, e São José, de Palmas, que contou com o apoio massivo de familiares e amigos na torcida e levou o ouro por 3 sets a 0. Para o ponteiro do time vitorioso na ocasião, Kleber Freitas Souza, o pensamento do grupo é o de medalhar nas Olimpíadas. “Sei que todos vamos dar o máximo em quadra, mostrar muita raça, pois treinamos todos os dias depois das aulas e sabemos que temos qualidade. Vamos para as Olimpíadas com tudo e voltar com uma medalha é o nosso único objetivo”, afirmou, determinado, o aluno-atleta camisa oito. (Ascom Seduc)