Estado

Os vereadores de Presidente Kennedy, Cesamar Coimbra, Divino Coelho, Zé do Kito, Jonas Cavalcante, Manoel Sobrinho e Luizmar Vanderley encaminharam nota de repúdio onde afirmam que a atual prefeita da cidade, Dalva de Oliveira estaria promovendo demissão em massa. Segundo alegam, mais de 40 servidores foram demitidos após as eleições. Dalva é esposa do vice-governador João Oliveira (PSD).

Segundo os representantes, o motivo seria o fato da gestora não ter conseguido reeleição na cidade. “Após serem derrotados nas urnas pelo candidato Ailton (PT) resolveram destilar suas iras em servidores públicos. Logo após a eleição 43 funcionários públicos comissionados da prefeitura foram exonerados, a maioria contratados nos últimos meses que antecederam a eleição para atuarem como cabo eleitoral da prefeita”, afirmam os parlamentares na nota.

Outro questionamento  é a devolução para o Estado do Biomédico efetivo Lyndon Johnson de Araujo que estava á disposição do município há 13 anos, segundo os vereadores.O profissional trabalhava no Hospital Municipal e na Unidade de Saúde da Família de Presidente Kennedy. “O motivo da devolução? Por não ter subido no palanque da Prefeita derrotada nas eleições municipais de 2012. A saúde de Presidente Kennedy que vinha sofrendo com ausência de médicos e medicamentos, agora passa também a não contar com os serviços de Laboratório”, argumentam os vereadores.

O outro lado

O Conexão Tocantins fez contato com a prefeitura mas a prefeita não se encontrava no local. O Site fez contato com a Assessoria da prefeita mas não recebemos nenhuma resposta oficial sobre o assunto até o fechamento desta matéria.