Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

Por ocasião do Dia do Marinheiro, quatro personalidades do Estado foram homenageadas em sessão solene ocorrida na manhã desta quarta-feira, dia 12, no Plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins. O comandante-de-fragata Carlos Alberto Coêlho da Silva recebeu a Comenda da Ordem do Mérito do Legislativo por solicitação do deputado Osires Damaso (DEM).

Os demais homenageados foram o desembargador aposentado João Alves da Silva, o médico oftalmologista Onílson Batista e o promotor de Justiça Glaydon José de Freitas (representado pelo advogado Antônio Ianowich Filho), agraciados com o título de Cidadania Tocantinense solicitado pelos ex-deputados Carlos Henrique Gaguim (PMDB) e Cacildo Vasconcelos (PP), bem como pelo deputado Osires Damaso, respectivamente.

De acordo com Damaso, a comenda concedida ao capitão Carlos Alberto representa o reconhecimento ao trabalho realizado pelo militar à frente da Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins. “O capitão tem uma história respeitada de serviços prestados a este País”, acrescentou.

Em seguida, os demais homenageados fizeram seus pronunciamentos, em que destacaram suas trajetórias profissionais e, especialmente, suas atuações no Estado do Tocantins.

Perfis dos homenageados

João Alberto é natural do Estado de Minas Gerais. Graduou-se em Ciências Navais, com habilitação em Sistema de Armas, pela Escola Naval do Rio de Janeiro. Também é Mestre em Ciências Navais, pela Escola de Guerra Naval do Rio de Janeiro.

João Alves nasceu em Barra do Garça, Mato Grosso. Formou-se em Direito pela Universidade Federal de Goiás. Em 1965 ingressou, por concurso, na Magistratura. Foi nomeado desembargador para o Tribunal de Justiça do Tocantins em 1989.

Onilson da Silva Batista nasceu em Jataí/GO. É graduado em Medicina pela Universidade Federal de Uberlândia e cursa Mestrado pela Universidade Autônoma de Lisboa, em Portugal. Morou em Porto Nacional e, atualmente, é diretor do Hospital de Olhos de Palmas.

Glaydson José de Freitas é natural de Regente Feijó, em São Paulo. Formado em Direito pelo Instituto de Ensino de Presidente Prudente (SP), recebeu o grau de Doutor em Buenos Aires, Argentina. Em 1992, assumiu o cargo de promotor de Justiça no Estado do Tocantins. (Dicom AL)