Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, 18, a deputada Solange Duailibe (PT), afirmou que vai mover junto ao Conselho Nacional do Ministério Público, representação contra o ex-procurador de Justiça, Clenan Renaut de Melo, “por oferecer denúncia sem fundamentação, abuso de poder e quebra de segredo de justiça”, declarou a parlamentar.

Intento midiático

Se referindo à denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), de supostas fraudes praticadas pelo prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) e familiares, em contratos com a empresa Delta, Solange disse que o ex-procurador, Clenan Renaut o fez com finalidade de aparecer na mídia e de ter destaque local e nacional.

“Sua postura foi clara, amparada na vaidade pessoal, de conseguir repercussão midiática ao pedir o afastamento de um prefeito de uma capital e ao denunciar uma deputada e primeira dama” – afirma Solange, acrescentando que “o Tribunal de Justiça, de forma séria e imparcial, negou o pedido de afastamento do prefeito Raul Filho, solicitado maliciosamente  pelo ex-procurador Clenan Renaut”, destacou.

A deputada declarou ainda que sua família está “sofrendo humilhações por atos que não praticamos e por tantos pré-julgamentos. Mas diante do abuso de poder, aliado à anêmica denúncia pelo ex-procurador que distorceu fatos e documentos, decidimos então fazer esses esclarecimentos”, disse.

Erros e abusos

Solange Duailibe caracterizou de “estapafúrdia”, a denúncia feita pelo ex-procurador e disse será emendada através de  aditamento, “por estar viciada por erros e abusos”.

A deputada citou como erros, aspectos jurídicos e legais ligados à denúncia do MP. “ Fundamentada num relatório da  CPMI que ainda se quer foi votado; atribui a minha irmã Kenia, fatos de período em que a ela não fazia parte  da gestão de Raul Filho; de forma mentirosa transforma em crime, uma movimentação financeira legal e com procuração pública ao irmão Pedro” – detalhou Solange.

No caso da evolução patrimonial dela e do prefeito, a deputada rechaçou. “ A denúncia do MP foi uma forma criminosa, uma tentativa de induzir o julgador a erro, duplicando imóveis e multiplicando até por dez vezes uma só propriedade. Isso é um  absurdo, destoa da seriedade da instituição do Ministério Público que, tenho certeza, não compactua com atos desta natureza”, frisou.

Distante da seriedade

Solange Duailibe lamentou o que ela chamou de procedimento divorciado da verdade pelo MP. “Um membro do Ministério Público se afasta da verdade e tenta nos denegrir a qualquer custo, destoando da costumeira seriedade da instituição da qual faz parte. Mas não temos medo do enfrentamento nos momentos de adversidade, pois diante dela só há três atitudes: enfrentar, combater e vencer”, assegurou.

O maior legado

Depois de se reafirmar honrada e séria e que confia na justiça, a deputada petista parabenizou o prefeito Raul Filho pela gestão  empreendedora, realizadora e independente. “ Palmas está financeiramente equilibrada e independente,  com saúde, educação  e habitação de referência, repleta de obras prontas e em andamento”, concluiu. (Ascom Solange Duailibe)