Estado

Foto: Divulgação Desembargadora Jacqueline Adorno, Presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins Desembargadora Jacqueline Adorno, Presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins

A desembargadora e presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, Jacqueline Adorno de La Cruz Barbosa, será a primeira mulher a comandar o Estado. A desembargadora assumirá o governo em substituição ao governador Siqueira Campos que retirará férias e estará em viagem pela região nordeste do País neste próximo mês de janeiro a partir do dia 3.

A presidente do TJ assumirá porque os vice-governador João Oliveira (PSD) e o presidente da Assembleia Legislativa, Raimundo Moreira (PSDB), segunda opção de assunção ao cargo, comunicaram à Casa Civil da Governadoria que estarão impossibilitados de assumir, pois se licenciarão para resolver assuntos particulares.

Inicialmente a informação da assessoria do governador era de que a transmissão do cargo se daria ao seu vice.

Jacqueline deverá ficar no governo por um período de 20 dias.

Perfil

A presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, desembargadora Jacqueline Adorno de La Cruz Barbosa é natural de Anápolis (GO). Formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia. Especializou-se em Direito Penal e em Direito Processual pela Academia de Polícia de Goiás. Iniciou sua carreira jurídica no Estado do Tocantins em 1990, após ser aprovada no I Concurso para Promotor de Justiça, tendo atuado nas Comarcas de Palmeirópolis, Paranã, Colméia e Porto Nacional. Em dezembro de 1997, foi promovida 3ª Procuradora de Justiça, acumulando o cargo com a coordenação dos Centros Integrados do Ministério Público a partir de 1999.

Chefiou a Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Tocantins entre os anos 2000 e 2002, sendo reconduzida para um segundo mandato. No entanto, em novembro de 2002, assumiu o cargo de Desembargadora, preenchendo a 12ª vaga da Corte.

Em sua trajetória de apenas nove anos no Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins assumiu a Vice-Presidência da Corte durante o biênio 2003/2005; integrou as Comissões de Seleção e Treinamento (2007/2009), Organização Judiciária (2005/2007), Jurisprudência e Documentação (2005/2007), Orçamento e Finanças (2003/2005) e Distribuição (2003/2005); presidiu a 1ª Câmara Cível (2003/2005) e a 2ª Câmara Criminal (2005/2007 e 2007/2009); foi Vice-Diretora da Escola Superior da Magistratura (2007/2009); membro do Conselho Administrativo da ESMAT (2003/2005) e do Conselho Superior da Magistratura (2003-2005), além de coordenadora de Informática do Tribunal de Justiça (2008/2009).

Jacqueline Adorno também atuou no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins como Juíza de eleições e suplente de Corregedor.

A nova presidente é casada com Gláucio e mãe de dois filhos, Brenda e Gláucio Junior.