Saúde

A Foz Saneatins, Governo do Estado do Tocantins e prefeituras somam esforços para intensificar o combate à dengue. A parceria firmada tem o objetivo de fortalecer as ações para divulgação das campanhas de prevenção e combate, através de mensagens educativas nas faturas, site da Companhia, adesivos na frota da Companhia, cartazes nos postos de atendimento e, mais importante, capacitação de seus integrantes e parceiros para que se tornem multiplicadores durante as visitas de atendimento aos domicílios.

A iniciativa é fruto de uma parceria da Foz do Brasil, empresa controladora da Foz Saneatins, com o Ministério da Saúde na campanha de combate à dengue em todo o país. No Tocantins, a primeira fase do apoio se dará nas maiores cidades, como Palmas, Araguaína e Gurupi. Em um segundo momento, a Secretaria Estadual irá sinalizar os municípios prioritários para execução dos trabalhos. “A Foz Saneatins coloca à disposição da Estado e Prefeituras todo o seu corpo de agentes de campo e ambientes de contato com a população. A capilaridade da empresa, com seus 1600 integrantes, ajudará para que as campanhas de prevenção cheguem em cada casa”, explica Mario Amaro, diretor-presidente da Foz Saneatins.

O primeiro passo será a capacitação os integrantes da própria empresa por agentes de saúde para que possam praticar a prevenção e estejam aptos a levar a mensagem quando estiverem em contato com a população atendida. Para Wagner Ferreira, Gerente de Sustentabilidade da Foz Saneatins, a prevenção é imprescindível ao longo de todo o ano, mas é importante intensificar as campanhas educativas na época das chuvas, onde as casas acabam acumulando água em locais propícios para a reprodução do mosquito transmissor da doença. “Por isso, a intensificação das ações nesse período do ano é vital para evitar o crescimento do número de casos em todo o estado”, afirma.

O melhor caminho é a prevenção. “A temperatura da água entre 25 e 30 graus é a ideal para o desenvolvimento das larvas, e a população de nosso estado deve ficar atenta às formas de garantir a reprodução do vetor não só em suas casas, como em seus vizinhos e bairros”, completa.

Por isso, é importante que os bairros se mobilizem e conversem entre os vizinhos, principalmente aqueles que possuem jardins com muitas plantas. Calhas, pneus, vasos e áreas com entulho também são pontos de atenção. “Em caso de uma grande concentração de mosquitos, informe rapidamente o órgão responsável no seu município”, orienta Wagner.

A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.

Confira o cronograma das capacitações dos integrantes da Foz|Saneatins pelos agentes de saúde:

CIDADE

DIA

HORÁRIO

QTD. PARTICIPANTES

PALMAS

18

08h às 08:40min

28

18

14h às 14:40min

16

19

08h às 08:40min

14

20

14h às 14:40min

14

CIDADE

DIA

HORÁRIO

QTD. PARTICIPANTES

TAQUARALTO

18

08h às 08:40min

14

18

14h às 14:40min

16

CIDADE

DIA

HORÁRIO

QTD. PARTICIPANTES

GURUPI

18

08h às 08:40min

24

19

08h às 08:40min

20

CIDADE

DIA

HORÁRIO

QTD. PARTICIPANTES

ARAGUAINA

18

16h às 16:40min

20

19

08h às 08:40min

31

19

16h às 16:40min

25