Saúde

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Miranorte firmou convênio com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) para a implantação do Internato Rural de Medicina no município. O Internato, que corresponde ao estágio, tem como objetivo principal inserir os alunos de medicina na rotina de atendimentos, conhecendo e participando da realidade da comunidade interiorana, além de introduzir a cultura de pesquisa e extensão nas pequenas cidades.  Segundo o coordenador do Internato Rural da UFT, Dr. Valdir Francisco Odorizzi, Miranorte será o primeiro município do Tocantins a receber essa modalidade de estágio.

A primeira turma de internos foi recebida na manhã desta segunda-feira (18) pelo prefeito do município, Dr. Fred, vice-prefeito Jadson Marins, primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania Celia Marques, vereadores, demais secretários municipais e profissionais da saúde.

A turma é composta por dez alunos do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos – ITPAC, os alunos serão supervisionados pelos preceptores (médicos que atendem na rede municipal), responsáveis por orientar, mostrar a rotina de trabalho e fazer a avaliação dos internos. Os alunos deverão desenvolver pesquisas envolvendo Hanseníase, Leishmania  e Diabetes.

Durante seu discurso Fred apresentou sua equipe e trabalho aos universitários e enfatizou a importância do bom relacionamento entre alunos e profissionais de saúde, “a relação com médicos, enfermeiros e demais funcionários deve ser o melhor possível para o bem dos nossos pacientes”, frisou. Falou sobre o privilégio de Miranorte sediar um ponto de internato rural, apesar das dificuldades enfrentadas, “mesmo com limitações, não poderíamos deixar esta oportunidade passar, nós vamos fazer, é um ponto positivo para a educação em saúde, nas áreas da medicina, enfermagem e outras”.

Valdir Odorizzi esclareceu acerca dos objetivos do estágio destacando que “a função do internato é valorizar o paciente ao invés da doença, é participar da comunidade como profissional médico, é viver a comunidade”, e acrescentou elogiando a hospitalidade do povo miranortense, “dizer que fomos bem recebidos pela comunidade seria redundante, estamos imensamente agradecidos por esta recepção”, ressaltando que “a escolha de Miranorte foi feita pelos próprios alunos.”

A duração do internato é de dez semanas. A próxima turma será da Universidade Federal do Tocantins.