Polí­tica

Foto: Divulgação

O líder do bloco da oposição na Câmara Municipal de Palmas, vereador Iratã Abreu (PSD) voltou nesta terça-feira, 12, a criticar a falta de transparência da Prefeitura de Palmas em relação à prestação de contas do Carnaval 2012. “Analisei a coletiva do prefeito e, sinceramente, o gestor convidou a imprensa para não falar nada. Achei que ele iria apresentar a prestação de Contas e isso acabou não acontecendo”, lamentou o vereador, afirmando que os colegas da base do governo municipal deveriam fortalecer o papel de fiscalizar os atos do prefeito.

Os vereadores Joaquim Maia (PV) e Lúcio Campelo (PR), componentes do bloco oposicionista também abordaram a questão. Maia exortou a Câmara a buscar a prestação de contas, vez que o juiz substituto da 3ª Vara da Fazenda Pública, Frederico Paiva Bandeira de Souza, não acatou a ação judicial, alegando que os autores do processo – Iratã, Maia, Campelo e o deputado estadual Marcelo Lelis (PV), não tinha legitimidade para movê-la. Campelo, por sua vez, ressaltou o papel dos vereadores e solicitou dos colegas que a Câmara cumpra o seu papel.