Polí­tica

Foto: Wilson Rodrigues

Durante entrevista exclusiva à Rádio CBN Tocantins divulgada nesta quarta-feira, 3, o governador Siqueira Campos afirmou que não está fazendo nenhum tratamento de hormonioterapia como afirmou recentemente pelo twitter o secretário de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos. “Eu vou periodicamente fazer check up. Faço exames mas não estou tomando nada além daquilo que eu devo tomar”, frisou dizendo que está bem. Ele lembrou que fez tratamento em 2002 e passou por uma cirurgia em 2004 e que após disso vai periodicamente ao médico. Ele citou que toma algumas vitaminas.

Com relação ao fato de estar ausente na maioria dos eventos do governo principalmente no interior do Estado ele frisou que delegou aos secretários que o represente. “Hoje me reservo ao direito de chamar meus secretários e dizer a  eles vocês mostrem a cara vão para o interior”, disse. “ Meu papel é de governador naquilo que não posso ser substituído”, completou.

Sobre a possibilidade de deixar o governo ou renunciar o cargo ele frisou que não há esta possibilidade. “Não é possível que eu abandone as coisas mais importantes do Estado, a busca de recursos, a busca de investimentos”, frisou dizendo que  está fazendo recapeamento nas estradas e outros investimentos. Ele disse ainda que o Estado estava inadimplente e que ele restaurou a credibilidade do Estado

Como prioridade atualmente de seu governo o governador citou o abastecimento de água.  “O que mais desejo é não ver a minha gente tomando água de barreira com suas criações morrendo”, disse. Segundo Siqueira, falta a distribuição dos recursos hídricos.

Questionado sobre a avaliação que faz de seu governo, Siqueira Campos admitiu que está tendo dificuldades. "Este governo está sendo 10 vezes mais difícil do que meus outros governos", disse.

Sobre 2014, o governador frisou que vai falar em candidaturas e nomes apenas a partir de abril do próximo ano. “ Não tem história de candidatura nem disso nem daquilo”, disse ao informar que não vai “cacifar” candidatura de ninguém.

Veja aqui a íntegra da entrevista do governador na CBN TOcantins