Polí­tica

Foto: Divulgação

Na audiência pública da Comissão de Cultura, na última quarta-feira, 3, a deputada federal Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) questionou a ministra Marta Suplicy sobre o pouco investimento em cultura na região norte, em especial os pontos de cultura, áreas indígena e negra, dadas a importância para aquela região. Atualmente há somente dois pontos de cultura conveniados para o Tocantins.

“Dada à importância dessas áreas para a região norte, penso que são necessários novos projetos voltados para as culturas indígena e negra”, disse.

Dorinha também fez uma provocação em relação ao Sistema S, que tem forte apelo na área da cultura como SESC, SESI, com teatros, shows, espaços de leitura, entre outros. “O sistema S já tinha muito recurso ainda mais agora com o Pronatec (Programa do Governo Federal de Educação Profissionalizante). Seria interessante a aplicação dos recursos do Sistema S na área de formação profissional para a cultura”, sugeriu.

Dorinha também citou o programa Mais Educação – ações mais pontuais de aproveitamento do espaço na escola para formação cultural, além de eventos pontuais. Nós podemos construir política ligando educação e cultura.

A ministra confirmou à parlamentar a dificuldade do MinC em investir mais em cultura na região Norte e que há estudos de como incrementar essa área na região e que estão sendo estudados novos projetos e reconheceu a necessidade de ampliar os pontos de cultura no Tocantins.

Marta considerou a sugestão da Professora Dorinha de parceria entre o Sistema S e Pronatec para formação profissional para a cultura. “Realmente há muito recurso disponível e pode fornecer um aporte muito grande de formação”, disse.

Em relação à cultura indígena, a ministra informou que estão sendo feitos mapeamentos, registros de difusão e pontos de cultura indígena, criados em 2011 e 2012, que são 79 em 67 terras beneficiando 83 etnias.

Marta Suplicy esteve na audiência da Comissão de Cultura para fazer uma apresentação do planejamento do Ministério da Cultura para 2013.  (Assessoria de Imprensa)