Campo

Foto: Divulgação

Foi realizada na manhã da última quinta-feira, dia 11, a primeira reunião do Cecoop – Conselho Estadual do Cooperativismo, que busca fortalecer o setor no Tocantins.  No encontro, que foi realizado na sede da OCB/Sescoop – Organização das Cooperativas do Brasil – Serviço Nacional de Aprendizagem das Cooperativas, os representantes dos órgãos estaduais e sistemas de cooperativismo definiram as primeiras ações do Conselho para desenvolver o cooperativismo na região, como a solicitação de formação da Frencoop – Frente Parlamentar do Cooperativismo, dentro da Assembleia Legislativa Estadual.

O modelo de Frencoop já existe no âmbito federal e em parceria com a OCB faz o monitoramento, suporte e gestão de pronunciamentos parlamentares de interesse do setor. Além disso, os parlamentares estaduais poderão atuar no apoio e articulação de importantes pleitos para o cooperativismo tocantinense. “Será produzido um ofício e membros da Cecoop irão pessoalmente entregar aos deputados com a finalidade de ganhar mais apoio a proposta”, explicou o secretário executivo da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Ruiter Padua, que também é o presidente do Conselho.  

Os membros do Cecoop também debateram sobre a análise e apreciação do Regimento Interno do Conselho. Na ocasião foi formada uma comissão para elaboração do documento, que deverá ficar pronto até dia 03 de maio, data da próxima reunião do Conselho. Também ficou definida a inclusão de representantes da Secretaria Estadual das Cidades, Habitação e Desenvolvimento Urbano.  

Membros

Participam do Conselho, representantes: da Seagro; da Secretaria da Educação; da Fazenda; da Indústria e Comércio; da Saúde; do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; do Planejamento e Modernização da Gestão Pública, do Trabalho e Assistência Social; da Organização das Cooperativas do Brasil; do Sescoop; do Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas; do Senac – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial; e do SESC – Serviço Social do Comércio. (Ascom/Seagro)