Estado

Foto: Divulgação

O governo tem divulgado que 2.441 aprovados no certame do Quadro Geral foram nomeados, mas há divergências com relação ao número analisando as informações divulgadas nas últimas semanas. Os números não batem. As nomeações do concurso estão sendo feitas gradativamente conforme vencimentos dos contratos de cada mês, mas a meta elencada é que, até agosto, 90% dos temporários sejam substituídos por efetivos.

No dia 11 de abril através da Agência Tocantinense de Notícias o secretário da Administração, Lúcio Mascarenhas informou que dos 4.632 candidatos aprovados para as vagas imediatas do concurso do Quadro Geral, 2.414 já foram nomeados pelo Governo do Estado para tomar posse, o que corresponde a 52% do total de aprovados para as vagas imediatas. O governo não considerou os classificados para o cadastro reserva.

nesta terça-feira, 16, o governo informou que mesmo tendo dois anos para convocar os aprovados, em menos de quatro meses já chamou 2.411 pessoas, 56% do total de vagas oferecidas pelo certame. No entanto o número corresponde a 52% das vagas imediatas.

Outra divergência veio também nesta última terça-feira quando o secretário de Administração durante visita na Assembleia falou em outro número e chegou a afirmar que 58% dos aprovados já foram nomeados. “Uma substituição imediata geraria um caos administrativo, porque existem muitos trabalhos e projetos que não podem ser interrompidos”, disse o secretário na ocasião aos deputados. Mascarenhas chegou a classificar como “desnecessária” qualquer pressão exercida sobre o concurso alegando que o prazo para chamar é de até dois anos.

Segundo argumentam membros de comissão de aprovados formada no Estado, são 6.352 aprovados, contando com o cadastro reserva e apenas 2.338 nomeados o que representa apenas 38% do total. De fato o governo até o momento só chamou duas listas: uma com 1771 nomeados e outra com 567. Considerando tais convocações das únicas listas divulgadas até agora o número é 2.338 e não 2.411 ou 2.414 como o governo já chegou a divulgar.

Nesta quarta-feira, 17, o Conexão Tocantins voltou a consultar a Secad que inicialmente confirmou que 2.411 foram nomeados até agora o que segundo eles representa 56,43%. Questionada sobre a diferença nos números, a pasta apresentou a versão de que a diferença foi porque na primeira lista foram chamados 1.771 mais 79 de portadores de necessidades especiais. Já na segunda lista, segundo o que foi passado, foram 567, já inclusos 16 portadores de deficiência. O dado geral então é de 2.417, o terceiro número divulgado pelo governo. Conforme a Secad estes 2.417 correspondem a 56,57% das vagas de provimento imediato,

Deste número 1.513 foram empossados e 191 pediram prorrogação no prazo, segundo a pasta. A Comissão de concurseiros fez um manifesto na última segunda-feira, 15, cobrando as nomeações imediatas.