Polí­tica

Foto: JODF Pesquisa mostra também nomes de possíveis concorrentes ao Palácio Araguaia Pesquisa mostra também nomes de possíveis concorrentes ao Palácio Araguaia

A pesquisa encomendada pela executiva nacional do Partido Progressista que avaliou os 100 dias da administração de Carlos Amastha (PP) na capital sondou também como a população avalia a gestão do governador Siqueira Campos (PSDB). Conforme os números, na capital, 30% avaliou como péssima a gestão que já está no terceiro ano.

Para 25% a administração estadual está regular em Palmas e 22% avaliou como ruim. O índice de entrevistados que avaliou a gestão como boa foi de 16% e como ótima foi 5%. Dos entrevistados, 1% não soube responder.

2014

A pesquisa avaliou também, em Palmas, a preferência dos moradores para o governo do Estado no pleito do próximo ano na modalidade expontânea e 36,5% não souberam opinar.

Conforme os números o ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) ficou em 1º lugar na preferência com 17,5% em seguida o prefeito de Palmas Carlos Amastha aparece com 6,9% e 4,6% citaram a senadora Kátia Abreu (PSD) como favorita. Outros 4,5% manifestaram preferência pelo secretário estadual de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos.

Aparecem empatados na preferência dos entrevistados na capital, com 3,6%, o ex-governador Carlos Gaguim (PMDB), o governado Siqueira Campos (PSDB) e o senador João Ribeiro (PR).

Também foram citados em seguida Marcelo Lelis (PV), o ex-prefeito Raul Filho (PT) empatados com 2%, o deputado estadual Sargento Aragão (PPS) com 1,7, o senador Vicentinho Alves (PR) com 0,3%. Nulos e brancos representaram 1,3% cada, 5,9% não votaram e 1,1% não responderam.

A pesquisa foi feita pela empresa Luky Comunicação e foram ouvidas pessoas acima dos 14 anos, moradores da capital. A pesquisa foi realizada do dia 4 a 8 de abril, e apresentada dia 12.

Cem dias

A mesma pesquisa, conforme já mostrou o Conexão Tocantins, avaliou os principais aspectos e áreas da gestão do prefeito Amastha. Conforme os números o prefeito progressista foi avaliado por 7% dos entrevistados como ótimo, 31% como bom, 40% o acham regular, 11% ruim, 9% péssimo e 1% não sabem.