Estado

Foto: Heber Fidelis
  • Iniciativa foi idealizada pela juíza, Luciana Costa Aglantzakis

A Comarca de Pedro Afonso (215km de Palmas) sediou na tarde desta última quinta-feira (2/5), uma audiência pública, realizada no auditório da prefeitura da cidade, denominada “Café Jovem: Vida Sim, Drogas Não”. A iniciativa foi idealizada pela juíza, Luciana Costa Aglantzakis, titular do Juizado da Infância e Juventude da Comarca, e envolveu mais quatro municípios da região: Tupirama, Bom Jesus, Santa Maria e Rio Sono.

A ação, que foi programada a partir de um pedido da comunidade Católica de Pedro Afonso, atraiu várias instituições governamentais e da sociedade civil organizada, entre elas as prefeituras, a Câmara Municipal de Pedro Afonso, a Renovação Carismática de Pedro Afonso, o Consórcio dos Municípios de Pedro Afonso, Tupirama e Bom Jesus e o 3º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Tocantins.

No evento, além de pronunciamentos das autoridades presentes, houve o depoimento de jovens recuperados da dependência química, apresentação musical do grupo Flauta Doce e duas apresentações teatrais de jovens, sendo um da Igreja Quadrangular e outro da Renovação Carismática Católica.

Preocupação

“A droga é uma tragédia silenciosa. Para lidar com ela será preciso reunir informações e buscar iniciativas conjuntas que envolvam os órgãos públicos, e as diferentes organizações que compõem a comunidade”, ressaltou a juíza Luciana Costa Aglantzakis. A magistrada defende a multiplicação da iniciativa em outras cidades, e acredita que o Poder Judiciário pode ter um papel importante como mobilizador da sociedade.

E a intenção da juíza tem o apoio de outros magistrados como do juiz Jacobine Leonardo, da Comarca de Colinas, que no evento representou a desembargadora Ângela Prudente, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins. O magistrado, que responde pela Vara de Família, Infância e Juventude elogiou a ação e disse “pretendo levar essa valorosa iniciativa para nossa comarca”.

Iniciativa aplaudida

O comandante-geral da Polícia Militar no Tocantins, coronel Luís Cláudio Benício, natural de Pedro Afonso, parabenizou a iniciativa do poder judiciário em tratar da temática das drogas. “Eu que cresci nessas ruas vejo hoje com preocupação o índice alarmante de jovens envolvidos com as drogas, e de forma mais inquietante com o crack. Ao ver uma iniciativa como a da doutora Luciana Costa a Polícia Militar não só aplaude como quer ser um colaborador permanente”, declarou o comandante.

Para o prefeito de Pedro Afonso, Jairo Soares Mariano, “as prefeituras, se agirem de forma isolada, vão perder a guerra para as drogas, por isso mesmo, ampliar a rede social que lida com o assunto e investir na mobilização, como fez a juíza Luciana Costa, acaba por gerar um alcance maior e mais sólido”.

Apoio

Representando o Governo do Estado, o secretário de Regularização Fundiária, deputado federal Irajá Abreu, disse que é preciso viabilizar parcerias no âmbito estadual e federal que fortaleça o movimento de combate às drogas, citando de forma particularizada a necessidade de se investir em medidas educativas nas escolas.

Da reunião saíram várias propostas: que se estruture o quanto antes os conselhos municipais de prevenção às drogas; a criação de canais seguros de denúncia contra traficantes que proteja o denunciante com o anonimato; a realização de palestras educativas; e a realização de fiscalizações e blitz nos bares pela Polícia Militar, com apoio do Poder Judiciário e dos Conselhos Tutelares.