Polí­tica


Durante a coletiva de imprensa na Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins nesta segunda-feira, 3, a senadora Kátia Abreu falou sobre as invasões de terras e demarcações de terras indígenas que tem gerado conflitos violentos pelo País.

A presidente da CNA destacou que os direitos de todos devem ser resguardados, cumprindo o Marco Constitucional e que as invasões de terras chegaram a um nível insustentável. “Os índios são brasileiros como os brancos, negros, pardos, o que não podemos admitir é que sejamos considerados bárbaros que se matam por causa de terra. Precisamos de regulação e que a lei seja cumprida igualmente para todos”.

O Marco Regulatório Constitucional impede que as reservas indígenas sejam ampliadas, porém a senadora Kátia Abreu defendeu que os índios sejam incluídos na Reforma Agrária para que recebam terras consideradas improdutivas ao invés da invasão de terras regulamentadas e produtivas. “Se querem dar terras aos indígenas, que seja através da Reforma Agrária, desapropriando, pagando as terras e dando para aqueles que desejam produzir. Se necessário, o Governo tem instrumentos para fazer. O que nós não queremos mais é a invasão de terras produtivas e regulamentadas”.

Kátia Abreu também defendeu os direitos dos indígenas, que segundo pesquisa da DataFolha contratada pela CNA, desejam saúde, educação, conforto e renda como todos os outros brasileiros. “Temos que criar mecanismos que garantam a integridade física, emocional e mental dos índios, não mantê-los isolados, em guerra para justificar a existência de algumas instituições”.