Cultura

Foto: Cleuda Milhomem

Nesta quinta, 13, o ator e diretor Nival Correa apresentará no Museu Palacinho, em Palmas, trechos do seu espetáculo “Pedra Canga”, a partir das 16 horas, com entrada franca.

Nival, que em “Pedra Canga” trabalha textos de Odir Rocha, Juarez Moreira Filho e Célio Pedreira, irá interpretar no Palacinho um texto de Célio e contará com a presença do autor durante sua performance. “A presença do Dr. Célio será para falar sobre a sua inspiração, as motivações e as imagens que o acompanharam na construção de seu texto”, declarou Nival.

Pedra canga é uma pedra comum em todo o Tocantins. Antigamente era muito utilizada nas construções de igrejas e fundações de residências. Hoje, segundo Nival, foi deixada um pouco de lado, bem como os autores regionais, que não são lidos com o mesmo afinco que autores clássicos e nacionais, “O nosso objetivo com o espetáculo é de levar a literatura tocantinense às pessoas, evidenciar a importância de nossa produção literária regional, através das artes cênicas e da música, pois em Pedra Canga alguns dos textos foram musicados e são executados ao vivo”.

O espetáculo teve sua primeira temporada de 14 a 17 de março de 2013, no Memorial Coluna Prestes, em Palmas. Contemplado pelo Fundo Estadual de Cultura do Tocantins, no Edital 2011, Prêmio Arnaud Rodrigues, de Apoio a Montagem de Espetáculos de Artes Cênicas. Os textos têm como eixo o homem do interior, com seus dramas, amores, desventuras e peculiaridades.