Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

O resultado preliminar das provas discursivas (redações) do concurso da Polícia Militar do Tocantins já pode ser conferido pelos candidatos. As provas discursiva e objetiva (composta por 60 questões) foram aplicadas no último dia 26 de maio em seis municípios do Estado e um de Goiás.

Conforme o item 8.4.1, do edital do certame, “O candidato habilitado na Prova Escrita Objetiva terá sua Prova Escrita Discursiva corrigida, dentro do limite de quatro vezes o número de vagas ofertadas para cada sexo (...)”. Dessa maneira foram avaliados 1.080 textos produzidos por candidatos homens e 120 por candidatas mulheres, perfazendo um total de 1.200 provas discursivas corrigidas. O certame oferece 300 vagas para o cargo de soldado.

O subchefe da Casa Militar e presidente da Comissão Organizadora do certame, Tenente Coronel Jalzon Veras Barbosa,  reforça que todo processo de correção de provas, bem como divulgação dos resultados e mesmo as datas de divulgação estão obedecendo ao conteúdo já expresso no edital do certame. “Os candidatos podem ficar tranquilos, pois estamos realizando um concurso muito sério e transparente, o maior já realizado no Estado”, declara.

As notas da redação podem ser conferidas pelo site da PM (www.pm.to.gov.br) e da empresa responsável pela realização do certame (www.consulplan.net).  Os candidatos têm dois dias para recursos.

Sobre o ECF

De acordo com a Consulplan, a previsão de realização da 2ª etapa do concurso, o Exame de Capacidade Física (ECF), é para o período de 27 a 30 de junho. O candidato deverá comparecer na data, local e horário determinados, com roupa apropriada para a prática de exercício físico, munido de documento de identidade original, comprovante de inscrição e atestado médico original específico para tal fim, conforme modelo constante no edital.

Os testes serão realizados em dois dias, sendo que no primeiro os candidatos vão fazer provas de flexibilidade, flexão de braços no solo com quatro apoios para homens e de seis apoios para mulheres, natação com 50 metros estilo livre. No segundo dia, o teste será composto pelos seguintes exercícios: teste em barra fixa para homens e suspensão na barra para mulheres, flexão abdominal, corrida aeróbica de 12 minutos.

Será considerado inapto no ECF e eliminado do concurso, o candidato que não tiver a altura mínima exigida para o cargo (1,63m para o sexo masculino e 1,60 m para o sexo feminino); não atingir o desempenho mínimo estipulado em todos os exercícios dos testes do exame de capacidade física, de acordo com as regras constantes do Anexo II deste Edital; deixar de comparecer na data, local e horário estipulado ou não realizar o ECF em sua totalidade, independente do motivo. A lista dos candidatos aprovados na prova de capacidade física será elaborada em ordem decrescente de classificação, seguindo a sequência da prova intelectual, excluindo-se os candidatos inaptos e ausentes.

Em caso de insuficiência de candidatos aprovados para o preenchimento das vagas, a critério da comissão, serão convocados mais candidatos da lista de aprovados na prova intelectual, por ordem de classificação.

Outras etapas

Ao todo, o certame possui seis etapas: Prova Objetiva (realizada no dia 26 de maio), sendo a segunda etapa o ECF, seguida pela avaliação psicológica. A quarta etapa é a realização de exames médicos e odontológicos, sendo a quinta composta por uma investigação social e por último o Curso de Formação de Soldados, com turmas distribuídas nas cidades de Palmas, Araguaína e Gurupi.

Durante o período de formação, o aluno soldado receberá um auxilio no valor de R$ 800 mensal, sendo que depois de aprovado no CFSD, tomará posse ao cargo de Soldado QPPM da PM/TO com remuneração de R$ 3.057,77.

O presidente da comissão organizadora do certame, Tenente Coronel Jaizon, reforça que somente após a conclusão com êxito do curso de formação é que o candidato será considerado efetivamente um soldado da Polícia Militar. “De acordo com a lei 2.578, que entrou em vigência o ano passado, o candidato será investido na graduação de soldado somente ao término do curso de formação. Ele tendo êxito em todas as matérias terá a graduação de soldado”, esclarece.

Ao todo, 27.293 candidatos fizeram as provas concorrendo a uma das 300 vagas oferecidas pelo Estado. O índice de abstenção foi de 18,57%. Foi considerado aprovado na prova escrita objetiva o candidato que acertou no mínimo 50% do total de pontos e que obteve mínimo de um ponto em cada disciplina. (ATN)