Campo

Foto: Divulgação

O Tocantins é o único Estado da Região Norte do País a aparecer na lista de produção de sorgo. Na safra passada foram produzidas 37,3 mil toneladas do grão, com uma estimativa para a próxima safra de alcançar 40,7 mil toneladas. A previsão de aumento é de 9,1% e vem do nono levantamento da Conab – Companhia Nacional de Abastecimento.

A área plantada também deve aumentar de 21,5 mil hectares para 22 mil hectares, ou seja, 500 hectares a mais em relação à safra passada. Isto prova que a produtividade por hectare também está crescendo: de 1.736 quilos por hectare para 1.850 quilos por hectare, um acréscimo de 6,6%. Os municípios com maior cultivo do grão são: Dianópolis, Pedro Afonso e Porto Nacional.  

Para o engenheiro agrônomo da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária (Seagro), Anderson Pereira, esse crescimento se deve por diversos fatores. “O custo relativamente baixo para produção, a cultura que é uma boa alternativa para alimentação animal através de silagem, além de promover a cobertura, proteção do solo e fornecimento de matéria orgânica para as culturas subsequentes”, argumentou. 

Grão

O sorgo, também chamado milho-zaburro e mapira, é alimento humano em muitos países da África, do Sul da Ásia e da América Central e importante componente da alimentação animal nos Estados Unidos, na Austrália e na América do Sul. Os grãos do sorgo também são úteis na produção de farinha para panificação, amido industrial e álcool e como forragem ou cobertura de solo. (Ascom/Seagro)