Cultura

Foto: Divulgação

O paulista Ricardo Martins tem despontado como um dos principais fotógrafos de natureza do Brasil. Autor dos livros O Encanto das Aves e A Riqueza de um Vale, esse último contemplado em 2012 com a maior premiação editorial do País, o Prêmio Jabuti, agora lança a obra Jalapão – História e Cultura, na cidade de Palmas, Tocantins.

Foram 45 dias de viagem e mais de 5 mil quilômetros percorridos. Focado na natureza, o fotógrafo revela ao mundo imagens jamais vistas do Jalapão, região localizada a leste do Estado. O projeto contou com o apoio logístico do Governo Estadual por meio do Instituto Natureza do Tocantins - Naturatins.

Ricardo, nesse novo trabalho, prova que o Brasil é o país da luz e das formas surpreendentes. Com uma sensibilidade incrível e desbravadora de novas possibilidades, Martins, através das lentes, consegue captar todas as cores e detalhes em cada cena fotografada, dodeserto à floresta.

No livro, o fotógrafo passa pelas quatro Unidades de Conservação tocantinenses. No Parque Estadual do Jalapão, fotografou, entre outros cenários, o Vale das Araras, um lugar intangível, fechado para visitação por ser um santuário de reprodução da espécie, no meio da unidade; no Parque Estadual do Lajeado, a ansiedade tomou conta do fotógrafo, pois iria retratar um dos mais místicos e ainda indecifráveis enigmas da pré-história do Brasil, as pinturas rupestres ricamente desenhadas nos paredões de arenitos que limitam o parque.

Já ao registrar o Monumento Natural das Árvores Fossilizadas, o fotógrafo eterniza em imagens a afloração de fósseis vegetais do planeta, com idade estimada em 230 bilhões de anos. A quarta unidade percorrida, o Parque Estadual do Cantão, é uma das áreas protegidas mais importantes da Amazônia brasileira, por ser o ecótono de transição entre os biomas do cerrado e floresta amazônica as margens do rio Araguaia.

Ricardo desbravou o cerrado e a floresta em busca das mais belas imagens que retratassem o Tocantins. O trabalho exigiu um esforço que superou o aspecto físico, mergulhando a fundo na cultura local, para que o resultado saísse perfeito. Dever cumprido, o resultado ficou incrível!

Coquetel

O coquetel de lançamento e a exposição do livro acontecem dia 24 de junho de 2013, no Palácio Araguaia, a partir das 17 horas, onde também será feita uma doação de 100 exemplares para as escolas estaduais localizadas no entorno das quatro unidades de conservação por onde Ricardo passou.