Palmas

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, se reuniu na manhã desta terça-feira, 9, com a equipe da Secretaria Municipal da Educação. A reunião de trabalho teve como objetivo discutir as realizações desenvolvidas pela pasta para melhorar a qualidade do ensino ofertado na Capital, as obras em andamento e outras questões administrativas. Acompanharam o prefeito o secretário de Governo e Relações Institucionais, Tiago Andrino, o presidente do Grupo Gestor, Marcílio Ávila, o secretário do Planejamento, Adir Gentil, o secretário Municipal de Finanças, Cláudio Schüller, e outros auxiliares.

Na ocasião, a secretária municipal da Educação, Berenice Barbosa, e o secretário executivo da pasta, Samuel Bonilha, fizeram uma explanação das atividades realizadas e obras de escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) previstas para serem concluídas ainda este semestre e que devem ampliar a oferta de vagas em Palmas. Ao todo estão em andamento a construção de três Escolas de Tempo Integral (ETIs) e seis CMEIs. A secretária disse que o planejamento da atual administração prevê a criação de 12.558 vagas no período de 2013 a 2016.

Foi discutido ainda o projeto a ser implementado pela atual gestão, de readequar as escolas para receber crianças da Educação Infantil. O prefeito Carlos Amastha entende que com essa readequação será possível sanar grande parte da demanda por vagas nos CMEIs. O prefeito disse que essa iniciativa deve ser priorizada, porque além de criar vagas vai reduzir custos. Amastha disse ainda que o concurso público é outra prioridade e deve ser realizado ainda este ano.

Berenice apresentou também o Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (SAEP) que tem como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes da rede municipal, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, utilizando métodos e critérios definidos pela rede, possibilitando o planejamento de intervenções pedagógicas que possam melhorar o ensino aprendizagem. Este semestre já foram aplicadas quatro avaliações, que envolveram o 5º ano e o 9º ano do ensino fundamental e distribuídos mais de 20 mil apostilas no sentido subsidiar os educandos que serão submetidos às avaliações. (Com informações da Assessoria)