Polí­tica

Em reunião coordenada pela Associação Tocantinense dos Municípios na Câmara dos Deputados, o deputado Ângelo Agnolin (PDT-TO) saiu em defesa dos municípios e solicitou com veemência uma mudança na forma de repasse do Fundo de Participação dos Municípios – FPM.

Em discurso contundente, Agnolin disse que a mobilização dos prefeitos é legitima, haja vista o estado de "calamidade" que os municípios vivem. Na ocasião, Agnolin chamou os parlamentares presentes para somarem esforços na conquista por uma maior autonomia financeira dos municípios e disse que essa conquista só acontecerá se o Congresso tiver coragem de enfrentar as imposições do Executivo. “Eu não sou oposição nesta Casa, mas sou contra o menosprezo à consciência popular e ao desprezo por que vem passando nossos gestores municipais”, defendeu Agnolin.

Para Agnolin, as manifestações que eclodem nas ruas não têm como bandeira a realização de uma reforma política ou disponibilização de um plebiscito, mas sim solução de problemas que paralisam o Brasil há décadas. “Se nós aqui nesta Casa tivermos coragem de enfrentar o Governo atenderemos muitas das cobranças que o povo nos fazem, pois cabe a nós aqui resolvermos quanto a questões importantes, como: emendas impositivas no orçamento, mudanças no pacto federativo e piso nacional; eu só votarei a favor do piso nacional se tiver vinculação de receita federal para suportar essa despesa”, finalizou o deputado.

Durante a reunião, os gestores municipais cobraram empenho dos parlamentares e mudanças prementes para tirar os municípios do sufoco financeiro por que passam, principalmente no que tange os repasses do Governo Federal por meio do FPM. (Ascom)

Por: Redação

Tags: Angelo Agnolin, Marcha dos Prefeitos