Palmas

Foto: Divulgação

A empresa responsável pela coleta de lixo na capital, Terra Clean tem até o dia 5 de agosto para fazer o registro no  Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (Crea-TO). O prazo foi dado pelo órgão que deverá multar a empresa e ainda a a engenheira civil Silvana Guarniere, que seria responsável técnica da empresa caso o registro não seja realizado. O valor da multa ainda não foi definido pelo Crea.

A Terra Clean foi alvo de vários questionamentos por falta de documentação também por parte do Tribunal de Contas e do Ministério Público Estadual que já solicitou inclusive uma cópia do contrato ao secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Marcílio Ávila.

A prefeitura argumenta desde o início da semana que o serviço de coleta já foi totalmente regularizado e que a empresa cumpriu o prazo para normalização dos serviços no entanto moradores continuam reclamando da falta de coleta em algumas quadras. Através de uma rede social um morador postou uma foto da quadra 603 Sul onde o lixo continua acumulado.Moradores encaminharam também fotografias de vários pontos da Aureny I onde mostram que ainda há muito lixo a ser recolhido no local.

Conforme o secretário Ávila informou ao Conexão Tocantins a prefeitura está acompanhando o trabalho da empresa e está verificando que tudo está ocorrendo na normalidade. A Terra Clean foi contratada pelo período de seis meses pelo valor total de R$ 5.755.282,70.