Saúde

Dos 23 pacientes da Unidade de Terapia Intensiva – UTI do Hospital Geral de Palmas, oito estão em isolamento para observação e controle de processo infeccioso. A informação confirmada pela Sesau foi repassada nesta segunda-feira, 12, por funcionários do Hospital ao Conexão Tocantins.

 A Secretaria de Estado da Saúde, por meio do HGPP - Hospital Geral Público de Palmas informou ao Conexão Tocantins que as bactérias contraídas por pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) são típicas do ambiente hospitalar e que não houve registro de óbito nos últimos dias em relação aos usuários da Unidade de Terapia Intensiva Adulto com infecção bacteriana.“Alguns destes microorganismos tornam-se mais resistentes devido ao estado clínico de baixa imunidade e a longa permanência de internação dos usuários, que em sua maioria são portadores de patologias graves ou gravíssimas”, justificou.

 Conforme relatos de servidores do Hospital ao Conexão Tocantins eles estão trabalhando sem proteção e os pacientes que contraíram a bactéria não foram isolados. Mas, segundo informação da Sesau o  HGP, através da Comissão de Combate a Infecção Hospitalar – CCIH, está atuando com ações preventivas, capacitações para os colaboradores, orientações aos acompanhantes sobre os cuidados essenciais à higiene, além de atender os cumprimentos dos protocolos de normas e rotinas, políticas de uso de antimicrobianos e de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

 “Ainda como forma preventiva, todos os pacientes da UTI Adulto do HGPP realizam, semanalmente, exames de cultura para avaliação e conduta dos tratamentos clínicos”, completou a pasta.