Saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio da Diretoria de Atenção Primária/Área Técnica de Saúde da Mulher e da Criança, e em parceria com Ministério da Saúde (MS), Sociedades Brasileira e Tocantinense de Pediatria, Distrito Sanitário Especial Indígena do Tocantins (DSEI-TO) e a Universidade Federal do Tocantins (UFT), realizará no Auditório do Turin Palace Hotel, em Palmas-TO, no período de 26 a 30 de agosto, um Curso de Multiplicadores para Capacitação de Parteiras Tradicionais.

O evento faz parte do Projeto “Situação do Parto Domiciliar no Tocantins: cadastramento, capacitação e inclusão de parteiras tradicionais no Sistema de Saúde” e tem como objetivo criar um apoio contínuo à assistência ao parto domiciliar, no que se refere à educação permanente. O público alvo são enfermeiros e médicos atuantes nos municípios prioritários ou pertencentes aos quadros do DSEI-TO, Sesau e UFT.

Os municípios contemplados são Esperantina, São Miguel, Maurilândia, Campos Lindos, Goiatins, Barra do Ouro, Paraná, Conceição do Tocantins, Tocantinópolis, Formoso do Araguaia, Lagoa do Tocantins, Itacajá, Tocatínia e Lagoa da Confusão.

Pesquisa

Uma pesquisa está em fase de desenvolvimento e tem como objetivo geral identificar a situação da assistência ao parto domiciliar realizado por parteiras no estado do Tocantins.

Em 2012 foram realizadas entrevistas com parteiras atuantes  dos municípios de Esperantina, São Miguel, Maurilândia, Campos Lindos, Goiatins, Barra do Ouro, Paraná, Conceição do Tocantins, Tocantinópolis, Formoso do Araguaia, Lagoa do Tocantins, Itacajá, Tocatínia e Lagoa da Confusão. Estes municípios foram selecionados para a pesquisa, por apresentaram o número de partos domiciliares relativamente constante e/ou que apresentaram aumento na ocorrência desse evento ou então que em 2009 ainda apresentaram número igual ou superior a cinco partos domiciliares durante todo o ano.

Além da coleta de dados para a pesquisa, foi também realizado cadastramento de todas as parteiras tradicionais atuantes, para compor um banco de dados estadual.