Polí­cia

Foto: Ascom SSP Josimar Costa dos Santos é acusado de sequestro, estupro e cárcere privado Josimar Costa dos Santos é acusado de sequestro, estupro e cárcere privado

Policiais Civis de Colinas do Tocantins, sob o comando do delegado regional, Vinicius Mendes de Oliveira prenderam, na tarde do último sábado, 31, Josimar Costa dos Santos, 26 anos de idade. O homem é acusado pelo sequestro, estupro e cárcere privado de sua ex-companheira, Pitudjô Kayapo de 28 anos de idade e foi preso na cidade de Bandeirantes do Tocantins, quando tentava empreender fuga.

Na ocasião, as equipes da Polícia Civil também conseguiram localizar o paradeiro da mulher, que havia sido sequestrada pelo acusado e, se encontrava no trevo de acesso a cidade de Arapoema, nas imediações da BR-153, onde foi deixada pelo acusado.

A vítima conviveu em união estável com Josimar por cerca de um ano e meio e, há alguns meses estavam separados. Todavia, o acusado nunca se conformou com a separação e passou a ameaçar de morte a ex-companheira e, também a difamá-la e atacar sua honra. Em razão da violência doméstica a qual havia sido submetida, a vítima registrou boletins de ocorrência na Delegacia de Proteção à Mulher de Colinas, sendo, posteriormente, solicitada medida protetiva de urgência, a qual foi deferida pelo Juízo daquela Comarca, sendo o autor intimado da ordem judicial.

Porém, na última quarta-feira, 28, por volta das 22h, Josimar Costa dos Santos descumprindo a medida protetiva imposta, tornou a procurar sua ex-companheira em sua residência, sendo que na oportunidade a sequestrou e a levou para um local  desconhecido.

Logo após a notícia do crime, a Polícia Civil iniciou os trabalhos de investigação e levantamento passando a efetuar incessantes buscas no sentido de encontra Pitudjô e prender o acusado.

Pitudjô Kayapo foi conduzida ao Hospital Público de Colinas e, após atendimento médico, foi levada à Delegacia Regional a fim de prestar depoimento. Josimar Costa dos Santos foi conduzido à delegacia, onde foi indiciado por sequestro, estupro e cárcere privado, sendo, posteriormente encaminhado à Cadeia Pública de Colinas do Tocantins onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário. (Ascom SSP)