Estado

Foto: Divulgação

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Tocantins, Epitácio Brandão, reuniu conselhos regionais e entidades, nesta sexta-feira, 20, para discutir a criação de uma agenda mínima de interesses da comunidade tocantinense, que deverá ser entregue aos futuros candidatos à governantes do Estado.

“A ideia central é submeter à apreciação dos representantes de entidades sem fins lucrativos, com a intenção de fazer um estudo do Estado e elaborar um plano de trabalho para entregar aos pretensos candidatos que irão disputar as eleições em 2014. Uma agenda que sirva como documento de consulta na elaboração de políticas públicas e na tomada de decisões, com vistas ao desenvolvimento de projetos e ações”, explicou o presidente.

Durante a reunião, foram discutidas quais demandas devem compor a agenda de interesses, além da viabilidade do projeto. A ideia foi bem aceita por todos os presentes.

“É uma grande satisfação participar desse debate, que é extremamente plausível na tentativa de contribuir com o crescimento do cenário politico. Até hoje nunca fui convidado por nenhum órgão do Governo, para qualquer auxilio ou contribuição na Administração Pública. Pretendemos sim contribuir na elaboração de um plano estratégico em prol de benefícios para o Tocantins”, afirmou o presidente do Conselho Regional de Administração, Rogério Ramos.

“A iniciativa é muito importante, pois as entidades devem sair de seus espaços de atuação micro para atingir o macro a fim de contribuir com a sociedade, em especial para a criação das políticas públicas. Hoje o principal problema é a falta de planejamento. Existem empresas que vendem planos de planejamento que não atendem a realidade e que são criados para não serem cumpridos. A taxa de investimento atualmente está abaixo de 5%, o que inviabiliza o desenvolvimento e está muito abaixo do percentual nacional de 18%. Diante de tal índice, não atrai investidores. Por isso, tal iniciativa é uma satisfação. A junção de várias entidades atingirá o objetivo de contribuir com a sociedade, atingindo a finalidade dos Conselhos representativos de classes”, avaliou o presidente do Conselho Regional de Economia do Tocantins, Francisco Cunha.

O presidente da Ordem dos Ministros do Estado do Tocantins, pastor Carlos Roberto, também acredita que a iniciativa é positiva. “Vejo a ideia com bons olhos, visto que as entidades possuem um papel primordial na contribuição da sociedade”, afirmou.

Já a pró-reitora da Unitins, Maria Luiza, falou que pretende envolver no tema, representantes da classe estudantil. “Iremos discutir os temas com os alunos para trazer anseios da comunidade acadêmica. É muito importante a criação do plano de trabalho”, concluiu.

A próxima reunião ficou agendada para o dia 25 de outubro, às 09 horas, na sede a OAB/TO. Cada um dos presentes ficou incumbido de trazer sugestões e demandas de cada categoria.

Participantes:

Para elaborar o documento a OAB/TO convocou representantes de diversas entidades da sociedade civil. Participaram os seguintes representantes: Sydney Bonfim Costa, do Lions Club de Palmas; Elga Lopes da Cunha Martins, do Conselho Regional de Medicina Veterinária; Carlos Roberto Lopes e Jesus Gorgs, da Ordem dos Ministros Evangélicos; Izelmon de Sousa Barbosa, da Grande Loja Maçonica; Geraldo Antônio dos Reis, do Conselho Regional dos Representantes Comerciais; Francisco Viana Cruz, do Conselho Regional de Economia; Fabiano Santos de Carvalho Feliciano, do Conselho Regional de Psicologia 09ª Região; Carlos Roberto Correia, do Rotary Club; Antônio Ernani Martins, da Loja Maçonica Grande Oriente do Brasil; João de Oliveira, Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Tocantins; Elto Quintino Borges, do Conselho Regional de Medicina; Juliano do Vale, do Conselho Regional de Odontologia; e Rogério Ramos, do Conselho Regional de Administração.  

Representando a OAB/TO estiveram presentes, o vice-presidente, Rubens Dario Lima Câmara, o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina, Túlio Jorge Chegury, o secretário geral da Ordem, Paulo Saint Martin, o Conselho Federal, Gedeon Pitaluga Junior, o Conselheiro Estadual, Pedro Carneiro e o presidente da Subseção de Natividade, Sarandi Fagundes Dornelles. (Ascom OAB)