Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Eduardo Gomes confirmou em entrevista ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 4, que se filiará no Partido da Solidariedade, legenda que ele ajudou a criar nacionalmente e também no Tocantins. Ele deixou os quadros do PSDB mas frisou que mantém a boa relação com os líderes nacionais da sigla.

“ Vou de coração tranquilo para uma nova etapa da minha vida”, declarou. A saída de Gomes do PSDB foi numa articulação que envolveu também o presidente nacional Aécio Neves e demais membros da direção nacional. “A realidade política local e minhas pretensões para 2014 já abrigaram a possibilidade de ir para o Solidariedade”, disse.

Gomes foi convidado pelo deputado federal Paulinho da Força, mentor do partido, para ser vice-presidente nacional mas disse que não pretende assumir nenhum cargo no partido. Ele frisou também que está satisfeito com o comando da legenda no Tocantins que tem a frente o presidente da Assembleia, Sandoval Cardoso. “Duas coisa não faço: não entro em partido q não me quer e não trabalho com partido que não tenho identidade na sua formação”, esclareceu.

Além de Gomes como deputado federal o Solidariedade já tem como filiado o senador Vicentinho Alves. “ O Vicentinho é o segundo filiado do partido”, disse Gomes.

Na Assembleia Legislativa o partido já tem como filiados Sandoval, Iderval Silva, Stalin Bucar, Amélio Cayres e espera a filiação de Solange Duailibe (que era do PT), Vilmar do Detran (que já deixou o PMDB) e ainda de Wanderlei Barbosa (que era do PEN). A bancada do partido já é a maior na Assembleia Legislativa. O suplente de deputado Jorge Frederico também já se filiou ao partido e Ricardo Ayres também é esperado na legenda.

O partido nasce na base de apoio ao governador Siqueira Campos.