Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal e presidente regional do PMDB, Junior Coimbra lançará para os membros do partido sua pré-candidatura ao governo do Estado na próxima sexta-feira, 11, data marcada para realização da convenção do partido. No dia 11 deve acontecer a votação para a reestruturação do diretório, caso o grupo PMDB Autêntico, ligado ao ex-governador Marcelo Miranda  não tente adiar o evento.

 “Vou começar a percorrer o Estado todo visitando as bases e colhendo sugestões para montar o plano de governo. Sou filho do Estado tenho cinco mandatos e quero ser candidato”, frisou. Além de Coimbra a legenda tem o nome de Marcelo e também do deputado estadual José Augusto Pugliese além do empresário Benedito Faria, o Dito do Posto, que também querem disputar o governo.

 Na convenção deve ser escolhida a formação do novo diretório. Apenas uma chapa encabeçada por Coimbra foi registrada mas a composição dos membros pode ser alterada até o dia da eleição. “ Nós estamos abertos ao diálogo até quarta-feira para alterar os membros e entrar em entendimento com o outro grupo”, frisou.

 Segundo Coimbra, a recém filiada na legenda, senadora Katia Abreu , não pode compor o novo diretório porque o Estatuto rege que é preciso um período de carência de seis meses para que os novos filiados possam integrar a direção.

 O deputado nas últimas semanas fez discurso pesado contra a senadora para tentar impedi-la de entrar no partido mas agora mudou o tom com relação à colega de partido. “Usei todas as armas para que ela não viesse para o partido mas já que veio temos que procurar conviver bem. Estou aberto ao diálogo e à boa convivência”, disse.