Estado

Foto: Marcio Vieira/ATN

A Companhia Imobiliária do Estado do Tocantins (TerraPalmas) abriu licitação para a venda de lotes comerciais em Palmas. Ao todo, 140 lotes foram colocados à disposição com o objetivo de reduzir o déficit habitacional da capital, além de arrecadar verbas para obras de infraestrutura. Os lotes estão distribuídos em cinco quadras de Palmas. Conforme a TerraPalmas, as propostas devem ser entregues na sede da entidade até o próximo dia 24 deste mês.

De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Licitação do órgão, Valter Júnior a venda dos lotes será feita na modalidade leilão fechado, na qual a melhor proposta vence. A licitação é aberta a pessoas físicas e jurídicas do Estado. “É uma espécie de leilão, mas só conheceremos o resultado após a abertura dos envelopes com as propostas e a documentação”, explicou.

Para efetivar as propostas de compra dos lotes comerciais, os interessados devem acessar o site da TerraPalmas (www.terrapalmas.to.gov.br/licitação) e fazer um cadastro prévio. Após a oficialização do cadastro, será disponibilizada uma ficha de proposta que deve ser preenchida online, impressa, assinada e anexada à caução e à documentação para ser entregue no dia marcado. Segundo o presidente da comissão de licitação da TerraPalmas, as propostas serão recebidas no auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, das 9h30 às 11h do dia 24.

A cartilha com todas as informações sobre os lotes e o processo licitatório estão disponíveis na sede da TerraPalmas, ou no site do órgão. Conforme a publicação, os lotes estão localizados nas quadras ACSO 91, ACSV-SO 31, Orla 14, Arso 112 e no Jardim Taquari quadras T-22 e T-23. Os valores mínimos variam de R$ 55 mil a R$ 477 mil, conforme o tamanho e a localização. A caução equivale a 5% do valor mínimo dos lotes e a entrada mínima é de 10% do valor constante na proposta. A caução deve ser paga até o dia 23, véspera da entrega das propostas.

Conforme Valter Júnior, os interessados podem dar lances em todos os 140 lotes disponíveis no processo licitatório. “Mas cada pessoa pode fazer apenas uma proposta por lote”, alertou.

Procura

O presidente da Comissão Permanente de Licitação informou que a procura por informações sobre os lotes e a licitação para a venda tem sido maior do que esperado. “Depois que foi divulgado, a procura aumentou. A nossa expectativa é que ela ainda aumente até a data do pagamento da caução”, frisou. (ATN)