Estado

Foto: Divulgação

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Estado do Tocantins (DNIT-TO), Eduardo Suassuna Nóbrega apresentou no final da tarde desta quarta-feira, dia 16, ao Movimento Pró-BR-010 e ao prefeito de Rio Sono, Roberto Campos (PR), um relatório técnico sobre a BR-010. O documento fundamenta o pedido de inclusão da rodovia no PAC 2 e o mesmo durante o encontro foi enviado por meio da rede mundial de computador ao diretor nacional do Dnit em Brasília, Jorge Ernesto Pinto Fraxe.

Suassuna esclareceu que o referido documento foi elaborado mediante solicitação do diretor nacional e se baseou no documento do Movimento Pró-BR-010 entregue a ele no dia 1° de outubro. A solicitação foi fundamentada e reorganizada pelos engenheiros do Dnit para depois ser enviado à Brasília.

Na reunião as partes trataram também da conservação do trecho da rodovia federal entre Aparecida do Rio Negro e Rio Sono. Tanto o prefeito quanto o movimento procuraram conhecer os serviços que serão realizados na conservação pela empresa contratada.

No entanto ficou definido que os técnicos do Dnit irão visitar o trecho e depois de tudo autorizar a construtora a fazer os serviços primários que darão viabilidade de tráfego no trecho de cerca de 50 km.

Atualmente a população da região está preocupada com as condições da estrada, pois além de outras deficiências a ponte sobre o córrego Riacho de Areia na região de Barrinha se encontra sem possibilidade de trafegabilidade, causando transtornos aos transeuntes.