Polí­tica

Foto: Divulgação

Foi realizado no último sábado, 19, com a presença do secretário nacional do PCB, Ivan Pinheiro, o I Congresso Estadual do PCB Tocantins. Durante o congresso foi debatida a pré-tese do XV Congresso Nacional que ocorrerá em abril de 2014, a qual propõe uma militância no sentido da formação de uma frente de caráter aintiimperialista e anticapitalista, que não se confunda com mera coligação eleitoral. O partido vai buscar formar uma frente que tenha como perspectiva a constituição do Bloco Revolucionário do Proletariado como um movimento rumo ao socialismo.

O partido também elegeu a Direção Estadual para os próximos três anos. Fátima Dourado foi eleita secretária Política Estadual e fará a interlocução do partido junto ao Comitê Nacional e as direções municipais, liderando juntamente com os demais integrantes da direção estadual a condução política do partido no Estado.

O sigla já conta com direções municipais em 14 municípios tocantinenses e tirou como meta do Congresso instituir o partido em pelo menos 50 cidades do Tocantins. O Partido definiu que buscará construir aliança com o PSOL para eleições de 2014, mas caso seja necessário poderá optar por lançar chapa própria para todos os cargos eleitorais.

De acordo com Fátima Dourado o partido possui quadros competentes para apresentar “uma proposta de governo séria e comprometida com as reais necessidades do povo tocantinense".

O Comitê Estadual eleito é composto por 21 membros, e as funções executivas ficaram assim distribuídas: Fátima Dourado Secretária Política Estadual, Gesuíno Santana, Secretario de Organização e Edgar Gomes Secretário de Finanças. O Congresso foi finalizado com uma confraternização de inauguração da sede do Partido, que está localizada na 403 norte, com o almoço e show de Zé Lourinho, Horácio e Luciano Souza.