Esporte

Foto: Akiko kamei

O atleta tocantinense Hudson Lee, consagrou-se campeão do Asian Internacional Open de Jiu-jítsu 2013, realizado em Tóquio no Japão. Segundo o atleta, seu sonho foi relaizado. “Esse campeonato está entre os 5 maiores do mundo todo. Nunca houve um atleta em  Palmas e no Estado a realizar essa façanha pela Confederação Brasileira Internacional de Jiu-jítsu”, destacou.

A luta foi na cidade de Tokyo, no Ginásio tokyo budokan, nos dias 26 (sábado) e 27 (domingo), onde  Lee venceu na  categoria pesado, adulto, fazendo 4 lutas e finalizando duas.

 E de quebra Hudson Lee  foi vice campeão do absoluto (outra categoria bônus) onde o tocantinense lutou com  atletas de todos os  pesos. “Fiz oito lutas no total, finalizando duas, uma em estrangulamento, e outra em chave de braço” ressaltou.

Hudson Lee agora é o atleta reconhecido em toda Ásia como o melhor da categoria pesado e o segundo melhor em todos os pesos, do outro lado do mundo, e  reconhecido pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu.(CBJJ)

Após a luta Hudson Lee fez um desabafo pelas redes sociais: “Tudo foi difícil, desde conseguir o visto, dinheiro, contatos, viajar 42 horas, encarar o fuso, conseguir a passagem, e chegar no Japão com 400 dólares no bolso para passar 12 dias.

Hudson  fez um agradecimento em especial ao faixa  preta , Edison Kagohara,  que tem academia no Japão e o acolheu. “Estava sem dinheiro aqui no Japão e ele me ajudou e acreditou no meu potencial”, disse.

Emocionado Hudson Lee, fez agradecimentos a sua família em especial a sua avó Zélia e a namorada Raissa Vilarins e ao seu patrocinador;  Sparta Academia,  em Palmas-TO.

Para Hudson Lee, a sua determinação deve servir de exemplo para outros jovens em todos os esportes e modalidades. “Para mim nada veio de graça”, disse.