Polí­tica

Foto: Divulgação

Os deputados da base de oposição ao governo do Estado, em entrevista ao Conexão Tocantins, anunciaram que só registrarão presença para abrir votações quando a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO estiver na pauta da Casa. Segundo eles este é o principal projeto em tramitação na Assembleia Legislativa e deve ser votado primeiro.

Segundo deputado estadual Freire Júnior (PV) não há nenhuma razão para votar título cidadão tocantinense e matéria menos relevantes antes da LDO. “O governo está fazendo de propósito, para deixar a LDO para o final e não dar tempo nem da Casa, nem dos deputados avaliar as malvadezas que estão lá dentro”, disse.

O deputado estadual Marcelo Lelis (PV) ainda complementou que a LDO e as emendas são os principais projetos para serem votados. Para ele não abrir a votação é umas das ferramentas que a oposição tem para pressionar o que chamou de “incoerência” por parte dos deputados governistas. “Semana passada éramos nós, essa semana o governo não apareceu. Nós vamos através da ferramenta que temos pressionar o governo para votar a LDO e que a votação seja acompanhada da aprovação das emendas”, explicou.

Para o deputado estadual José Roberto Forzani (PT) toda a base de oposição está reunida nesta discussão e a dinâmica do parlamento que vai dizer até quando a pauta de votação seguirá travada. “Vamos resguardar o dinheiro dos servidores e garantir o direito do povo de receber os recursos destinados nas emendas”, concluiu.