Polí­tica

Foto: Divulgação

Tomou posse na manhã desta segunda-feira, 18, a nova diretoria do Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Tocantins, que tem como presidente o agropecuarista Saddin Bucar Figueira, atual presidente do Sindicato Rural de Miranorte. A solenidade aconteceu no Auditório da Faet/ Senar, e contou com a presença da senadora Kátia Abreu, presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (FAET), além de diversas autoridades e lideranças ligadas ao setor agropecuário do estado.

No seu pronunciamento, Saddin Bucar falou que é testemunha da luta travada para a criação do Fundeagro,em 1988, por exigência do governo Federal, para garantir as indenizações decorrentes dos problemas com a sanidade animal. “O tempo se encarregou de comprovar que tomamos a decisão correta ao optarmos por um sistema privado”, disse Bucar, ao reconhecer e agradecer o apoio da senadora Kátia Abreu que, segundo o presidente, não tem medido esforços na busca pelo fortalecimento do setor agropecuário no Tocantins.

Kátia Abreu, que também participou de forma significativa para a criação do Fundeagro, alertou que se faz urgente que os recursos do fundo, provenientes de contribuições sindicais, sejam administrados pela própria entidade e não pelo governo do Estado, através da Adapec, como é feito atualmente. “O Fundeagro existe, exatamente, para dar segurança aos produtores em caso de risco animal, e tem competência legal para administrar seus recursos”, disse a senadora, garantindo que as instituições que representa, como a CNA, Faet e Senar, são parceiras de entidades com o Fundeagro.

Fundeagro

É um fundo privado, sem fins lucrativos, que tem o objetivo de promover o desenvolvimento e aperfeiçoamento da agropecuária do Estado do Tocantins, bem como trabalhar para a erradicação da febre aftosa e outras zoonoses, e o controle de pragas e doenças de vegetais.

Fazem parte do Fundeagro entidades como a Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins – Faet; o Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Carnes Bovinas, Suínas, Aves, Peixes e derivados do Estado do Tocantins – Sindicarnes; a Associação dos Criadores de Nelore do Tocantins – ACNT; a Associação das Indústrias de Laticínios e Derivados do Leite do Estado do Tocantins – Sindileite; a Associação Sul Tocantinense de Pecuária de Corte  - Apeco;  o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Tocantins – OCBa Superintendência Federal da Agricultura e Abastecimento e a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins – Adapec.