Estado

Foto: Divulgação

A coordenação do Movimento Pró-BR-010 marcou para esta terça-feira, dia 19, uma reunião que deve definir ações mais duras para o ano que vem, em favor da conclusão da BR-010. A mudança de atitude pode acontecer caso não sejam atendidas pelo Governo Federal, as reivindicações de inclusão da obra no PAC 2 e o início da construção da rodovia em 2014.

A organização popular pretende reunir representantes políticos, empresários e fazendeiros da maioria dos municípios que margeia a BR-010, e juntos definir novas estratégias para cobrar o retorno da construção da estrada federal.

Entidades como ATM, UVT, Sindicato dos Caminhoneiros, prefeituras e câmaras de vereadores estão sendo chamadas para contribuírem com a definição de novas formas de lutas, para o fim deste ano e início de 2014. No encontro o movimento vai também avaliar as ações realizadas no ano de 2013.

“Esperamos reunir um bom número de covidados para juntos definirmos novas formas de cobrar do Governo Federal, a conclusão dessa estrada, que é de suma importância, para os municípios tocantinenses que ficam à margem direita do Rio Tocantins”, defende a coordenação do movimento.

A reunião vai acontecer às 14h e 30min desta terça-feira, dia 19 de novembro na Assembleia Legislativa.(Com informações do Movimento)