Geral

Durante o período chuvoso, por causa de vendavais e o grande número de descargas elétricas (o Tocantins está localizado na região do país onde mais caem raios), a rede de energia fica sujeita a oscilações de potência, que podem trazer prejuízos aos equipamentos elétricos. Segundo o gerente de operações do sistema da Celtins, Alexandre Lazarin, todo o sistema elétrico é composto de equipamentos de proteção como fusíveis e disjuntores para isolar os defeitos na rede e minimizar os impactos. “Mas, mesmo com toda a precaução, no momento em que ocorre o problema, há uma variação de tensão, que apesar de durar, na maioria das vezes, menos de um segundo, pode ser percebida na variação da intensidade luminosa das lâmpadas, por exemplo,” explica Alexandre.

Nestes casos, os principais danos ocorrem nos aparelhos eletrônicos. “A maioria dos eletrodomésticos novos já vem preparada para este tipo de situação. Mas há casos em que a queda de potência é brusca e o aparelho não suporta”, lembra Marcelo Camilo, gerente regional da Celtins de Araguaína.

Prevenção

Em dias de tempestades, a principal orientação é tirar todos os equipamentos elétricos da tomada. “No caso da televisão, essa dica vale também para o fio da antena porque, mesmo desligada, o fio pode conduzir a descarga até o aparelho”, acrescenta Alexandre. “Se possível, desligue o disjuntor da casa para interromper a condução de eletricidade”, completa Marcelo. Outra opção é o uso de estabilizadores e no-breaks para o caso de aparelhos que não podem ser desligados, como computadores de uma empresa.

Contudo, após o período de flutuação da energia elétrica, é importante conservar a energia para o caso de novas reduções de potência. É recomendável que os aparelhos sejam religados um de cada vez, com intervalo de alguns minutos entre eles. Nunca ligue todas as fontes de eletricidade dentro de um período de apenas 15 minutos. “E para auxiliar, recomendamos que o consumidor deixe uma luz da casa acesa para identificar quando as oscilações terminaram”, reforça Camilo.

Ressarcimento

Alexandre informa que caso a queima de um equipamento tenha relação com as oscilações na rede elétrica, o consumidor tem o direto de solicitar o ressarcimento do dano. “Para isso, basta o titular da unidade consumidora entrar em contato com o Call Center através do número 0800 721 3330, ou nas agências da Celtins, onde será orientado como proceder”, esclarece o gerente de operações. Para auxiliar, a Celtins solicita que, durante o atendimento, o cliente informe a data e o horário aproximados da ocorrência do caso.

Mais precauções

Muitas vezes, o problema das oscilações pode ser interno. A Celtins orienta que os consumidores façam a verificação periódica da fiação elétrica, que pode estar desgastada. Isso pode ser facilmente identificado quando o chuveiro é ligado e as lâmpadas da casa diminuem a luminosidade. “Nestes casos, é recomendável que o cliente instale equipamentos chamados de ‘filtros de linha’, que possuem fusíveis que queimam quando são atingidos por uma descarga elétrica. Isso protege os aparelhos”, concluiu Alexandre.

Por: Redação

Tags: Alexandre Lazarin, Celtins, Marcelo Camilo